Início Notícias Flamengo ‘desbanca’ Palmeiras em lista de times mais valiosos do mundo

Flamengo ‘desbanca’ Palmeiras em lista de times mais valiosos do mundo


Gabigol recebeu mensagem do Flamengo.

Crédito: Gilvan de Souza/CRF

Atual campeão da Libertadores e Copa do Brasil, o Flamengo detém um elenco repleto de estrelas. Em levantamento feito pelo CIES Observatório do Futebol, a equipe carioca apareceu como o clube com elenco mais valioso fora da Europa. Segundo dados do estudo, o Rubro-Negro, através de direitos dos seus jogadores, atletas emprestados e outros nomes vendidos com porcentagens em futuras vendas, acumula um valor de 264 milhões de euros (R$ 1. 478 milhões) entre 41 profissionais.

Diante disso, as cifras colocaram o Flamengo na 36ª posição, acima de Palmeiras (196 milhões de euros) e Corinthians (166mi de euros). Em relação ao top-10, o Manchester City, com elenco estimado em 1.46 bilhão de euros (R$ 8.17 bilhões), é o líder do ranking.

VEJA TAMBÉM  Vidal elogia Messi e manda mensagem para o craque argentino

Veja abaixo a lista envolvendo apenas os clubes brasileiros.

36º: Flamengo: 264 milhões de euros – R$ 1. 478 milhões

51º: Palmeiras: 196 milhões de euros – R$ 1.096 bilhão

65º: Corinthians: 166 milhões de euros – R$ 928 milhões

67º: Bragantino: 154 milhões de euros – R$ 861 milhões

72º: Santos: 141 milhões de euros – R$ 788 milhões

74º: Athletico: 135 milhões e euros – R$ 755 milhões

79º: Fluminense: 128 milhões de euros – R$ 716 milhões

80º: Atlético-MG: 128 milhões de euros – R$ 716 milhões

84º: São Paulo: 123mi de euros – R$ 688 milhões

Finanças do Flamengo

Se dando ao luxo de pagar mais de R$ 1 milhão para alguns jogadores do elenco, o Flamengo, por enquanto, não cogita uma mudança para o modelo SAF. Porém, o caso já foi alvo de ponderações por parte de Rodolfo Landim, que pregou cautela sobre o sistema de clube-empresa.

Eu entendo que a percepção majoritária entre os sócios do Flamengo é que esse modelo de SAF, que se tem um sócio controlador, e os sócios do clube ficam com sem voz na gestão, não cabe no Flamengo. Eu não vejo como um problema ter um investidor. Você pode deixar que tenham investidores, que coloquem recursos, mas tem que se estabelecer regras de governança porque podem ajudar em longo prazo (…) Temos o BRB, que é um parceiro e que estamos montando um banco juntos. A caneta do presidente é que manda“, disse à TV Brasil.

Publicado em torcedores.com