Início Notícias Organizadas de Flamengo e Vasco são suspensas após brigas

Organizadas de Flamengo e Vasco são suspensas após brigas


Torcidas

Crédito: Reprodução/Twitter PMERJ

Nesta terça-feira (7), o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) suspendeu as torcidas organizadas do Flamengo e do Vasco de eventos esportivos por tempo indeterminado. O anúncio da medida ocorreu após brigas envolvendo organizadas dos dois rivais nos arredores do estádio do Maracanã, no último domingo, que acarretou na morte de uma pessoa.

O juiz Bruno Arthur Mazza Vaccari Machado Manfrenatti, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos da Capital, suspendeu as organizadas ”Torcida Jovem do Flamengo” e ”Raça Rubro Negra” em todo o país. Os torcedores devem ficam 5km de distância dos estádios se estiverem fardados com os uniformes e símbolos das organizadas em questão.

Havia também uma decisão da Justiça em que o afastamento da ”Força Jovem do Vasco” dos estádios era suspensa, mas o magistrado Bruno Arthur revogou ela. Ao todo seis integrantes da organizada foram identificados e estão nominalmente proibidos de assistir os jogos no estádio. São eles: Leandro Scorza Pereira, Carlos Alberto Silva Sampaio Bruno Pereira Ribeiro, Eduardo José Almeida da Rocha, Gabriel Garcia da Rosa e Tiago da Conceição Sobreira.

Todo o tumulto envolvendo as duas torcidas iniciou-se horas antes do confronto que aconteceu às 18h10 do último domingo. O Corpo de Bombeiro e a Polícia Militar foram acionadas em razão das brigas nos arredores do Maracanã, Mangueira, São Cristóvão e Tijuca.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, oito pessoas deram entrada no hospital Souza Aguiar, por consequência das brigas. Até o momento três estão internadas, duas delas em estado grave e uma estável.

Por conta da decisão da Justiça de suspender as organizadas de Flamengo e Vasco, as organizadas ”Torcida Jovem do Flamengo” e ”Raça Rubro Negra” não poderão estar na final de hoje do Flamengo diante do Fluminense, no Maracanã, em confronto válido pela Taça Guanabara.

Publicado em torcedores.com