Início Notícias Gabigol comemora retorno de Gerson e cutuca os rivais

Gabigol comemora retorno de Gerson e cutuca os rivais

O volante Gerson estava em alta no futebol francês, porém, ele decidiu que valia mais a pena jogar no maior clube país. Porém, a volta do jogador para o Brasil causou polêmica, já que segundo a jornalista Ana Thais Matos, é um retrocesso do jogador.

Gerson foi um jogador muito importante na conquista do segundo título do Flamengo na Libertadores da América. O meio-campista foi negociado com o Olympique de Marselha, da França, no início da temporada seguinte.

Um dia depois da apresentação oficial, Gerson recebeu as boas-vindas de volta ao clube de Gabigol. Nas redes sociais, o camisa 10 comemorou o retorno do meia, a quem chamou de um dos maiores ídolos da história rubro-negra.

Temos um dos maiores ídolos da história de volta! Aceita que o Flamengo é o maior que vários… E não digo do Brasil“, publicou Gabigol no seu Twitter oficial.

Fluminense embolsa milhões com compra de Gerson pelo Flamengo; confira valores

Depois de muita novela, o Flamengo finalmente convenceu o Olympique de Marselha (FRA) e concretizou a compra de Gerson. Além do rubro-negro, que ganhou um reforço de peso para buscar os títulos em 2023, o Fluminense também se beneficiou pela ida do volante ao seu rival. De cordo com o mecanismo de solidariedade da Fifa, o tricolor carioca tem direito a receber 2,7% do valor total do negócio.

Como mencionado, a Fifa dá direito ao clube revelador do jogador receber 2,7% de qualquer venda futura. Neste caso, o Fluminense embolsará 405 mil euros (cerca de R$ 2,2 milhões na cotação atual). O coringa custou 16 milhões de euros ao Flamengo, cerca de R$ 90 milhões na cotação atual, valor inferior aos 20 milhões de euros que os franceses queriam inicialmente.

Gerson chega para ser titular na equipe que será comandada pelo português Vitor Pereira, que estava no Corinthians em 2022. O volante perdeu espaço no Olympique após a saída de Jorge Sampaoli, responsável por sua contratação um ano e meio atrás. Com a chegada do novo comandante Igor Tudor, o brasileiro construiu uma relação desgastada e decidiu retornar ao Brasil.

Aos 25 anos, Gerson colocou o Flamengo como prioridade assim que decidiu que não queria permanecer na França. Inicialmente, o Olympique fez jogo duro, visto que aguardava proposta do futebol europeu para recuperar o total investido pela compra do volante. Sem interesse do velho continente e o desejo do próprio jogador, o rubro-negro carioca comprou o atleta por R$ 90 milhões.

Fonte: FlaHoje