Início Notícias Guardiola topa comandar a Seleção Brasileira, mas valores inviabilizam a negociação

Guardiola topa comandar a Seleção Brasileira, mas valores inviabilizam a negociação

Guardiola
(Crédito: Reprodução Twitter Fifa)

A CBF está a procura de um técnico para substituir Tite, que já declarou não renovar com a entidade após a Copa do Mundo no Qatar. Nesse sentido, muitos nomes são especulados e o de Pep Guardiola é uma deles. Nesse sentido, o Vice-Presidente da CBF,  Francisco Novelleto, falou sobre o técnico Espanhol.

Em entrevista a rádio “Grenal”, na manhã desta quinta-feira, o dirigente declarou que o treinador do Manchester City aceitaria o convite para treinar a seleção, porém com uma pedida bem alta.

“Há uns três anos, chegamos a ter um contato com o Guardiola, falamos com o empresário dele. Ele disse que o Guardiola aceitaria treinar a seleção brasileira. Porém, o salário dele é 24 milhões de euros (R$ 132 milhões) por ano”, revelou Novelletto, que continuou…

“Um colega meu da CBF que foi atrás dessa informação quase infartou. Ele fez uma continha básica para dar 2 milhões de euros. Deu 24. Sem contar o ‘plus a mais’, porque ele teria que deixar o país dele para vir ao Brasil e poderia pedir até uns 30 (milhões)”, concluiu.

Enquanto isso, o Brasil sob comando de Tite, se prepara para encarar seu primeiro desafio na Copa. A Seleção Canarinho enfrenta a Sérvia, às 16h, no próximo dia 24.


Fonte: Diário do Fla