Início Notícias Torcedor do Flamengo denúncia diretora do clube por racismo

Torcedor do Flamengo denúncia diretora do clube por racismo

Foto: Arquivo Pessoal

O post de  da diretora de Responsabilidade Social do Flamengo Ângela Machado atacando os nordestinos após o resultado das eleições presidenciais do país segue com grande repercussão. Nesse sentido,  um sócio-torcedor do clube, o advogado José Josevá Leite Júnior, entrou com uma ação na justiça contra esposa de Rodolfo Landim, acusando-a de racismo.

 

Em conversa com o site “GE”, o torcedor que faz parte do quadro de sócios do clube, se mostrou indignado com a fala da diretora do Flamengo.

“O que mais me chocou foi essa postagem da esposa do presidente do Flamengo, onde ela ataca o povo nordestino. A mensagem dela no Instagram repercutiu nacionalmente e, no meu entendimento, ela cometeu crime de racismo. Porque racismo não é só contra cor, racismo também é termo pejorativo contra povo, contra raça. E, como advogado, acabei ingressando na Justiça, pedindo providências nesse sentido. Entrei com uma notícia-crime perante o Ministério Público, para que se apure, que se faça uma denúncia contra ela na Justiça, para que ela pague pelo possível crime que ela cometeu “, comentou o torcedor.

Eu sou sócio do Flamengo, sou nordestino e sou advogado. Isso me feriu, como vêm me ferindo várias postagens nas redes sociais atacando os nordestinos. E a gente tem que ter um basta. Estou vendo poucas providências nesse sentido por parte da Justiça”, concluiu.

 

Impacto na torcida 

Há séculos, o Flamengo é reconhecido mundialmente por ter uma das maiores torcidas do Brasil. Desse modo, os torcedores do clube estão presentes por todo o país, sendo o próprio nordeste um reduto forte de integrantes da Nação Rubro-Negra. Sendo assim, José declara que Ângela Machado feriu a torcida.

“Ela não respeitou a torcida do Flamengo, que, fora do Rio de Janeiro, tem sua maioria no Nordeste. E isso tem que ter um basta. Então foi essa a minha posição, como nordestino. Como torcedor do clube eu não gostei de uma posição que uma diretora do Flamengo tomou. Entrei na Justiça para que sirva de exemplo, para que outras pessoas das regiões Sul e Sudeste que estejam porventura nos atacando saibam que não pode ser assim. Que a Justiça coíba, que a Justiça tome as devidas providências”, finalizou.


Fonte: Diário do Fla