Início Notícias Relembra a campanha do Flamengo na Libertadores 2022

Relembra a campanha do Flamengo na Libertadores 2022

Flamengo na final da Libertadores 2022 – Foto: Divulgação

COLUNA DO FLA: O Flamengo é tricampeão da Libertadores! O título veio no último sábado (29), com vitória de 1 a 0 sobre o Athletico-PR, no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo. O tento da conquista foi anotado por Gabigol. A caminhada do Fla teve o português Paulo Sousa na fase de grupos e Dorival Júnior no mata-mata.

A campanha do Flamengo é histórica, com 12 vitórias e um empate em 13 partidas, o que representa 94% de aproveitamento. O Mengão também teve o artilheiro da competição: Pedro, que fez 12 gols. Ao todo, o Mengão balançou as redes 33 vezes e foi vazado apenas oito. Relembre!

FASE DE GRUPOS
1ª rodada – Sporting Cristal (PER) 0x2 Flamengo

Após o vice na Libertadores de 2021 e no Carioca de 2022, o Flamengo estreou na competição sob desconfiança de parte da torcida, mas venceu por 2 a 0, com gols de Bruno Henrique e Matheuzinho, um em cada tempo.

2ª rodada – Flamengo 3×1 Talleres (ARG)
Primeiro jogo em casa. O Flamengo logo abriu 2 a 0, com gols de Gabigol e Everton Ribeiro. Os argentinos descontaram nos acréscimos, com Fertoli, mas o Mengão deu números finais na etapa complementar, novamente com o camisa 7.

3ª rodada – Universidad Católica (CHI) 2×3 Flamengo
Essa partida foi para lá de curiosa. O Flamengo abriu o placar com Gabigol, mas os chilenos empataram com Isla fazendo gol contra. Aos 35, Gabi fez novamente. Com 40 do segundo tempo, o Fla ampliou para 3 a 2, mas Pablo fez contra e deu números finais, já nos acréscimos. Com nove pontos, o Mais Querido fechava o primeiro turno com 100% de aproveitamento e na liderança do Grupo H.

4ª rodada – Talleres (ARG) 2×2 Flamengo
O primeiro e único tropeço do Flamengo. Ao contrário dos demais jogos, o Mengão saiu atrás, com mais um gol contra, agora de Arão, ainda no primeiro tempo. Aos 5 da etapa final, Arrascaeta igualou, mas sete minutos mais tarde, Michael Santos recolocou a equipe de Córdoba (ARG) na frente. O atacante Pedro impediu a derrota aos 25.

5ª rodada – Flamengo 3×0 Universidad Católica (CHI)
A vitória mais fácil da primeira etapa. O Flamengo abriu 2 a 0 com Arão e Everton Ribeiro, ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Fla tirou o pé, mas fechou em 3 a 0, com uma pintura de Pedro. A vaga nas oitavas de final estava assegurada. E o primeiro lugar no grupo também.

6ª rodada – Flamengo 2×1 Sporting Cristal
Último jogo da competição com Paulo Sousa. O Flamengo não jogou bem, mas venceu por 2 a 1. Isla abriu o placar no primeiro tempo, enquanto Pedro fez o segundo na etapa complementar. Aos 40 do segundo tempo, os peruanos descontaram com Gónzales.

MATA-MATA
Oitavas de final (ida) – Tolima (COL) 0x1 Flamengo
Primeiro jogo com Dorival na Libertadores e o último de Andreas Pereira. O belga-brasileiro, aliás, fez o gol da vitória com um belo chute de fora da área, aos 17 do primeiro tempo. Após a partida, o volante voltou para o Manchester United (ING) e hoje vê Thiago Maia ser titular absoluto, ao lado de João Gomes.

Oitavas de final (volta) – Flamengo 7×1 Tolima (COL)
A nova dupla de ataque. No Maracanã, os torcedores viram um show de Gabigol e Pedro e tiveram certezas: aquela dupla daria muitos frutos. O camisa 21 fez quatro gols, Gabigol fez outro, mas infernizou a defesa colombiana. Matheus França e Quinõnez (a favor e contra) deram números finais.

Quartas de final (ida) – Corinthians 0x2 Flamengo
Primeiro duelo com brasileiros. O Flamengo não se intimidou em São Paulo e venceu em plena Neo Química Arena. Arrascaeta, em uma pintura da entrada da área, abriu o placar aos 37 do primeiro tempo. No início do segundo, Gabigol, também com um tento bonito, ampliou para o Mengão, que carregou grande vantagem para casa.

Quartas de final (volta) – Flamengo 1×0 Corinthians
Pedro decide. No segundo jogo das quartas de final, o Flamengo encontrou um Corinthians defendendo melhor, mas também ‘tirou o pé’. O gol da classificação à semifinal foi marcado aos sete do segundo tempo. O zagueiro Bruno Méndez, do time paulista, foi expulso pouco depois, e a vaga estava assegurada.

Semifinal (ida) – Velez (ARG) 0x4 Flamengo
Rumo a Guayaquil? Com três gols de Pedro e um de Everton Ribeiro, o Flamengo deu grande passo rumo à final da Libertadores e fez muitos torcedores já comprarem ingresso para a cidade equatoriana, onde foi a final da competição. E a goleada ainda ficou barata dado o tamanho de volume de jogo do Mengão

Semifinal (volta) – Flamengo 2×1 Velez (ARG)
Vaga carimbada. Com a classificação para lá de encaminhada, o Flamengo não contou com alguns titulares e saiu atrás no placar, com Lucas Pratto, aos 21. Ainda no primeiro tempo, o Mengo empatou com Pedro. No final da partida, Marinho e Pablo marcaram, mas só o do atacante foi validado. Foi o último jogo do time no Maracanã.

Final – Flamengo 1×0 Athletico-PR
É tri! No jogo que está mais fresco na memória do torcedor, o Flamengo venceu por 1 a 0, com gol de Gabigol, aos 49 do primeiro tempo. Três minutos antes, o zagueiro Pedro Henrique do time paranaense, foi expulso com o segundo cartão amarelo. Também na etapa inicial, Filipe Luís saiu machucado, deu lugar a Ayrton Lucas e assustou os torcedores.

Com o título conquistado nesta temporada, o Flamengo se junta a Santos, São Paulo, Palmeiras e Grêmio no hall dos brasileiros com mais títulos da Libertadores, todos com três conquistas. Além de 2022, o Mengão também ficou no topo do continente em 1981 e 2019.