Início Notícias “Não consigo entender”; Comentarista ‘representa’ torcida do Furacão e critica opção de...

“Não consigo entender”; Comentarista ‘representa’ torcida do Furacão e critica opção de Felipão na final da Libertadores


Furacão voltou a bater na trave após 17 anos e chegou ao seu segundo vice-campeonato da Libertadores; clube paranaense perdeu para o São Paulo na decisão em 2005

O Athletico-PR foi derrotado pelo Flamengo por 1 a 0, na decisão da Copa Libertadores da América, neste sábado (29), no Estádio Monumental de Guayaquil. As opções de Felipão na escalação inicial surpreenderam. O comandante tirou da cartola uma linha ofensiva com Vitor Bueno e Vitor Roque, e deixou no banco opções como Pablo e Terans.



Ao contrário do que se esperava, Scolari não mandou o Furacão a campo com três volantes nem com três zagueiros. Ele optou por uma dupla de volantes formada por Fernandinho e Hugo Moura, deixando Erick no banco. Alex Santana foi escalado mais à frente, como meia. O ataque teve Vitor Bueno como a principal novidade, ao lado de Vitinho, com Vitor Roque no comando, ganhando a vaga de Pablo. 

Cotado para ser titular na linha ofensiva, o uruguaio David Terans ficou no banco e só foi acionado na última metade do segundo tempo. A opção foi bastante questionada nas redes sociais e também na crítica esportiva:



“O Terans é um cara que eu não consigo entender como não joga. Você tem o Vitor Bueno e o Terans… O Vitor Bueno é um jogador esforçado e tal, mas não dá para comparar”, destacou o comentarista Fábio Piperno, durante o programa Canelada FC, da Jovem Pan Esportes.

Fonte: Bolavip