Início Notícias Conheça a carreira de Dorival Jr, agora campeão da Libertadores pelo Flamengo

Conheça a carreira de Dorival Jr, agora campeão da Libertadores pelo Flamengo

Conheça a carreira de Dorival Jr, agora campeão da Libertadores pelo Flamengo
Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Natural de Araraquara, a carreira de Dorival Jr é exemplo de determinação para todos os treinadores do mundo. Aos 68 anos, ele finalmente conquistou a tão sonhada Libertadores. Dorival, que iniciou o ano com um bom trabalho no Ceará, viu a oportunidade de assumir o Flamengo no meio do ano e não desperdiçou. Resultado: a conquista da Copa do Brasil e da Libertadores.

Carreira como jogador

Antes de se tornar treinador, Dorival Junior teve longa carreira como jogador. Volante de boa técnica, o atual comandante do Mengão passou por muitos times do Brasil. Dorival iniciou a trajetória como atleta em 1982, quando defendeu a Ferroviária. Por lá, disputou 45 jogos e marcou cinco gols.

Depois de passagens curtas por Marília, Guarani, Avaí, Joinville, São José e Coritiba, Dorival Jr foi contratado pelo Palmeiras, onde brilhou como jogador. No clube paulista, aos 31 anos, Dorival ficou quatro temporadas e levava o nome de guerra de Júnior. Por atuar como volante, ele não era um jogador que marcava muitos gols e, nas quatro temporadas no Palmeiras, apesar das boas atuações, balançou as redes apenas quatro vezes.

Após anos no clube paulista, Dorival se transferiu para o Grêmio, onde curiosamente foi treinador por Felipão, que, futuramente, viria a ser derrotado pelo próprio Dorival na final da Libertadores. Por fim, ele passou por Juventude, Matonense e Botafogo-SP, onde encerrou a carreira de atleta em 1998.

Carreira como treinador

Quatro anos depois do término da carreira como jogador, Dorival Jr iniciou a trajetória de técnico em 2002, exatamente onde iniciou como atleta, na Ferroviária. Ao sair do time paulista, Dorival teve curtas passagens por Figueirense, Fortaleza, Criciúma, Juventude, Sport e Avaí.

Após este período, ele assumiu o São Caetano, em 2006. Por lá, Dorival teve o primeiro trabalhou que chamou atenção. Com um time modesto se comparado aos demais grandes de São Paulo, Dorival Jr conseguiu levar o São Caetano até a final do Campeonato Paulista de 2007, onde perdeu para o Santos.

A boa campanha no São Caetano o levou a ter uma oportunidade no Cruzeiro, primeiro clube de grande expressão que treinou. Dorival conseguiu levar o clube mineiro para a Libertadores, mas não foi o suficiente para se manter no cargo. Em 2009, Dorival Jr assumiu o Vasco e levou o cruzmaltino ao título da Série B.

Depois disso, o treinador foi para o Santos, onde treinou Neymar e Ganso. Por lá, ele conquistou o Campeonato Paulista e encantou a todos com o estilo de jogo. No entanto, após desentendimento com Neymar, Dorival acabou deixando a equipe. No mesmo ano, 2010, ele foi para o Galo, onde fez bom trabalho e consolidou a equipe que viria a conquistar a Libertadores em 2011.

Em 2012, Dorival Jr passou pelo Flamengo pela primeira vez. O treinador ficou cerca de um ano no Rubro-Negro e foi o primeiro técnico da gestão Bandeira de Mello. Ao sair do Fla, Dorival passou por Vasco, Fluminense e Palmeiras, até assumir o Santos em 2015, onde fez trabalho excelente e quase conquistou a Copa do Brasil.

Na sequência, assumiu o São Paulo, onde ajudou o clube paulista a sair do rebaixamento. No final de 2018, retornou ao Flamengo para uma curta passagem. No entanto, com a troca na presidência, Dorival acabou deixando o clube em 2019. Após a saída do Fla, Dorival Jr passou por problemas de saúde e ficou afastado por dois anos.

Ele retornou em 2020, quando assumiu o Athletico-PR em uma curta passagem. Depois de mais um tempo parado, retornou em 2022, quando assumiu o Ceará. O bom trabalho no clube cearense fez o Flamengo, que estava sem técnico, se interessar no meio deste ano.

No Mengão, Dorival ressurgiu e quando ninguém imaginava, fez história. Voltou a conquistar a Copa do Brasil, venceu a Libertadores pela primeira vez em sua carreira e botou seu nome na história do Fla e do futebol. O bom trabalho no clube, inclusive, atraiu olhares da Seleção Brasileira, que estuda o nome do treinador para substituir Tite depois da Copa do Mundo.


Fonte: Diário do Fla