Início Notícias “Caso o Flamengo entenda que devo seguir, eu fico”, diz Dorival

“Caso o Flamengo entenda que devo seguir, eu fico”, diz Dorival

Dorival Júnior e Everton Ribeiro em entrevista coletiva – Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

MUNDO RUBRO-NEGRO: Por André Antunes

Na última coletiva de imprensa antes da final da Libertadores, Dorival Júnior comentou sobre a dificuldade do confronto contra o Athletico-PR, exaltou Felipão, destacou o orgulho de fazer parte do processo de retomada do time durante a temporada e falou até sobre sua continuidade no Flamengo.

“O Flamengo chega a terceira final por merecimento. Tenho orgulho de participar desse processo. Não podemos controlar o resultado, mas um bom desempenho está ao nosso alcance. Que seja uma partida que coroe essa equipe que voltou a ser vitoriosa em nosso país e nosso continente. É elogiável tudo que foi feito nesse clube nos últimos anos”.

“Não pensei em momento nenhum sobre ficar ou não. Quero apenas aproveitar ao máximo esses sete meses e atingir os resultados almejados e planejados. Nunca premeditei nada na minha carreira. Caso tenha merecimento e a diretoria entenda que devo seguir, seguirei. Sempre sonhei em chegar a esse momento e chegar a esse momento no Flamengo. Só quero fazer o meu melhor amanhã no jogo e chegar a essa conquista”.

O técnico do Flamengo recordou que já foi comandado por Felipão, nos seus tempos de jogador:

“Felipão é uma referência para mim. Foi meu treinador. Por isso sei o quão difícil vai ser esse confronto. Foi difícil para passar na copa do brasil e será ainda mais. Tenho o Felipão como um dos melhores treinadores do mundo. Por isso temos que ter todo o respeito do que pode vir amanhã”.

Já Everton Ribeiro recordou a “amarga” derrota na última final da Libertadores e disse que serviu de aprendizado:

“Ano passado amargamos uma derrota e foi um aprendizado. Vamos fazer o melhor, que está ao nosso alcance. Por isso, vamos ficar ligados e atentos a todos os detalhes do primeiro minuto até o último. Vamos desfrutar deste momento para escrever mais um pedaço dessa história”.