Início Notícias TRE veta possível festa de título do Flamengo na Libertadores

TRE veta possível festa de título do Flamengo na Libertadores

Torcida do Flamengo nas ruas para comemorar o título da Libertadores de 2019 – Foto: Divulgação

EXTRA GLOBO: Após dias de negociação com o Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ), o Flamengo cedeu aos apelos e se comprometeu a não promover nenhum evento de comemoração no retorno ao Rio, no domingo (30), caso seja campeão da Taça Libertadores da América. A partida está marcada para o sábado (29), contra o Athletico-PR, no Equador, um dia antes do segundo turno presidencial.

O presidente do clube, Rodolfo Landim, assinou um ofício em que o rubro-negro garante que, em caso de conquista, não haverá desfile de atletas, exibição pública da taça, uso de carros de som ou de trios elétricos no domingo. Nada que possa gerar aglomeração ou tumulto.

Em 2019, quando o Flamengo venceu o campeonato, uma enorme festa tomou conta das ruas do Centro do Rio. Os jogadores desfilaram em carro de som aberto na na Avenida Presidente Vargas, em um cortejo que interditou várias ruas.

Neste ano eleitoral, o clube se comprometeu ainda a desencorajar a torcida a realizar qualquer tipo de recepção ao elenco após a decisão. Tudo para evitar qualquer embaraço ao processo eleitoral e ao exercício do direito ao voto.

Por conta do risco de aglomeração de torcedores para celebração em caso de título, como em 2019, o TRE-RJ havia classificado a situação como de extrema gravidade e pediu a colaboração do clube para evitar transtornos.

A sede da Gávea, vale lembrar, estará cedida à Justiça Eleitoral no domingo. No local, votam mais de dois mil eleitores.