Início Notícias “Ser campeão da Liberta pelo Flamengo é surreal”, diz Rodinei

“Ser campeão da Liberta pelo Flamengo é surreal”, diz Rodinei

Rodinei comemorando título da Libertadores 2019 pelo Flamengo – Foto: Alexandre Vidal

COLUNA DO FLA: O Flamengo realiza os últimos preparativos para a final da Libertadores contra o Athletico-PR, que acontece neste sábado (29). A sequência histórica na disputa por títulos do Rubro-Negro tem origem principalmente no elenco vitorioso formado nos últimos anos. Rodinei, peça fundamental nesta temporada, revelou em entrevista ao podcast da Conmebol a gratidão de estar vivendo esse momento com o Manto Sagrado.

— Graças a Deus agora eu estou vivendo um bom momento, tenho desfrutado a cada dia. Chego no treino para dar a vida, para estar a cada dia mais forte. A gente sabe que um jogador não se prepara em um, dois ou três dias. O jogador se prepara desde o começo do ano, na pré-temporada. E este ano fiz uma boa pré-temporada, estou desde o começo do ano trabalhando firme a cada dia, e graças a Deus tive a oportunidade agora, do professor Dorival chegar e ter me dado essa oportunidade. Sou muito feliz de poder chegar no final do ano jogando, me sentindo bem fisicamente, e mentalmente, porque também é bem importante. Então agora é só continuar desfrutando a cada dia, para chegar no final do ano e coroar esses títulos que a gente tem para disputar, revelou o lateral direito.

— Eu graças a Deus tive a oportunidade de ser campeão em 2019, junto com a equipe muito forte que a gente tinha. Mas ser campeão da Libertadores com o Flamengo é um sonho, é uma coisa surreal. A gente já fica imaginando a dimensão que é isso, no que pode acontecer, o pós-jogo. Mas não dá pra pensar o pós, não dá pra pensar nada além antes de estar lá dentro, disputar e chegar pra vencer. Vai ser um jogo difícil demais contra o Athletico-PR, que é um time que dá um trabalho ‘danado’ para a gente. Mas é chegar dia 29 com toda a força, preparados, para conseguir dar essa alegria para a Nação Rubro-Negra, completou.

Rodinei, que é jogador do Flamengo desde 2016, foi emprestado ao Internacional por uma temporada, entre 2020 e 2021, antes de voltar ao Rubro-Negro. Com o alto rendimento que vem apresentando, o jogador disputou 41 jogos nesta temporada, participando de 26 vitórias, nove empates e seis derrotas. Nos 2.703 minutos em campo com a camisa do Mais Querido, o lateral concedeu seis assistências aos companheiros.

Vivendo grande momento, Rodinei não irá renovar com o Flamengo e, a partir da próxima temporada, irá para um novo clube. O jogador era reserva de Rafinha em 2019, quando o Fla conquistou o segundo título da Libertadores. Agora, o “Avión” terá a chance de ser campeão entre os 11 titulares, já que faz parte do time principal de Dorival Júnior. O camisa 22, inclusive, foi titular em todos os jogos de mata-mata na competição continental deste ano.

Com Rodinei em campo defendendo as cores rubro-negras, o Flamengo encara o Athletico-PR pela final da Libertadores da América, em Guayaquil, no Equador. A decisão marcada para este sábado (29) tem início às 17h (horário de Brasília), no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo. O Coluna do Fla traz a cobertura especial da finalíssima com reportagem direto da cidade equatoriana, no Youtube.