Início Notícias João Gomes encontra no jiu-jitsu seu equilíbrio para reviravolta no Flamengo

João Gomes encontra no jiu-jitsu seu equilíbrio para reviravolta no Flamengo

Negociação emperrada! Nova proposta do Flamengo por renovação não agrada João Gomes
(Foto: Reprodução/Marcelo Cortes/Flamengo)

Hoje titular absoluto do Flamengo, o jovem João Gomes não iniciou a temporada com esse status. Depois de um bom começo de temporada e a chegada de Dorival Jr, o jogador assumiu o protagonismo no meio-campo e nunca mais deixou o onze inicial.

Segundo reportagem do ‘GE’, o volante encontrou em outro esporte seu equilíbrio para a reviravolta no Mengão: o jiu-jitsu. O portal conversou com o professor do volante Maurício Weibel, que explicou a importância da arte marcial no futebol.

“O jiu-jítsu é um esporte que exige muita mobilidade. Quanto mais você tem, mais “fácil” ficam os movimentos. O João tinha essa dificuldade, principalmente no quadril. Além disso, é um esporte de tiro curto, com lutas de, no máximo, 10 minutos. A demanda fisiológica é diferente do futebol, mas o João aprendeu a dosar a energia. É muito importante para não cansar logo nos minutos iniciais. E isso serve também para o futebol – explica o professor”, disse, antes de emendar:

“O jiu-jítsu é um esporte que faz bem principalmente para a cabeça do praticante. É uma arte que prega muito o respeito, não só dentro do tatame. É uma filosofia de vida. Tratamos do respeito, da hierarquia e a capacidade de trabalhar sob pressão. É preciso estar frio e calmo para tomar a melhor decisão”, complementou.

Maurício também falou sobre o cuidado que toma com João Gomes nas atividades. Ele reforçou que a carga no jiu-jitsu não é excessiva.

“Cuidado em não dar uma carga excessiva de treinamentos para não conflitar com o campo. São treinos descontraídos, um momento de lazer, mas com responsabilidade. Tudo é planejado para que não exista o mínimo risco de problema”, finalizou.

Fonte: Diário do Fla