Início Notícias “Flamengo precisava vencer diante da torcida”, diz Marinho

“Flamengo precisava vencer diante da torcida”, diz Marinho

Marinho e Arrascaeta comemorando gol do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

COLUNA DO FLA: Jogo sem grandes objetivos e apenas para cumprir tabela no Campeonato Brasileiro. Muitos rubro-negros trataram assim a vitória do Flamengo por 3 a 2 sobre o Santos, no Maracanã, pela 34a rodada do Campeonato Brasileiro. Para os jogadores, a realidade foi outra: seriedade. Marinho, autor do segundo gol do Mengão nesta terça-feira (25), comemorou o foco dado pelo elenco na despedida do time antes do embarque para a final da Copa Libertadores da América.

— A gente sabia que seria um jogo importante. Era um jogo que a gente precisava vencer diante da nossa torcida, porque antes da final (da Libertadores) era o último jogo nosso no Maracanã. Então, a gente tinha que fazer o nosso jogo com seriedade para conseguir a vitória. E depois dessa vitória a gente pensa na final —, pontuou Marinho, que acrescentou:

— O professor (Dorival) pôde rodar alguns jogadores, por 45 minutos ficou uma equipe muito forte. Agora, é virar a chave e se preparar para o jogo de sábado que é uma final, o jogo mais importante do ano para a gente. Descansar, que a amanhã a gente já tem uma viagem e glória a Deus por essa vitória e esse gol, que saiu na hora certa para mim. Um gol importante e é isso —, concluiu Marinho, ainda no gramado do Maracanã, para a TV Globo.



O atacante, que foi titular nesta terça-feira (25) e atuou os 90 minutos, balançou as redes aos 33 minutos do segundo tempo. Depois de um bate-rebate na área, a bola sobrou livre para Marinho marcar, de esquerda, contra a ex-equipe. No Santos, Marinho fez história, chegou a disputar a final da Libertadores 2020 e foi eleito o Rei da América daquele ano. Sobre o antigo clube, o camisa 31 exaltou a qualidade do time paulista.

— Foi um jogo difícil. A equipe do Santos é uma equipe muito jovem. Os meninos têm muita qualidade, o Ângelo, o Marcos Leonardo. É um time que o treinador tem extraído bastante deles. É um time que até o final corre muito —, disse o atacante.

No próximo sábado (29), Marinho volta ao banco de reservas do Flamengo. O Mais Querido enfrenta o Athletico-PR, pela final única da Copa Libertadores da América. A bola rola a partir de 17h (horário de Brasília), no Estádio Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador. As delegações do Fla e do time paranaense viajam nesta quarta-feira (26) rumo ao país.