Início Notícias “É repetitivo falar isso, mas Flamengo é um privilégio”

“É repetitivo falar isso, mas Flamengo é um privilégio”

Marinho e João Paulo em gol durante Flamengo x Santos – Foto: Gilvan de Souza

COLUNA DO FLA: No último jogo antes da final da Libertadores, o Flamengo venceu por 3 a 2 o Santos nessa terça-feira (25), em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Autor de um dos gols do Mengo no embate, o atacante Marinho destacou a satisfação em atuar com o Manto Sagrado e comentou sobre a satisfação de marcar no Maracanã contra o ex-clube.

— Eu falo que tenho ânimo de poder chegar aqui, treinar todos os dias. É como eu sempre falo, chega a ser repetitivo que é um privilégio jogar com essa camisa, para mim é um privilégio. Ainda mais marcar contra uma equipe que eu fui muito feliz lá e, ainda por cima, no Maracanã, que é um estádio que marca — declarou, antes de concluir: — Então, para mim isso que é o importante. Estou sempre me dedicando. Tem dias que tecnicamente eu não estou tão bem, mas sempre tento deixar o meu máximo dentro de campo para que eu venha superar algumas dificuldades que eu tenho — finalizou Marinho, no pós-jogo no Maracanã.

Com o Flamengo utilizando uma equipe mista, Marinho iniciou a partida como titular. Atuando os 90 minutos do embate, o atacante foi peça fundamental no sistema ofensivo do Rubro-Negro. O camisa 31 foi o autor do segundo gol do Mengo no duelo. Esse tento, inclusive, ajudou o Mais Querido a conquistar o triunfo e, com isso, subiu uma posição na tabela de classificação do Brasileirão.

Aproveitando a chance dada por Dorival Júnior, Marinho surge como uma boa opção no ataque do Flamengo para esta reta final de temporada. O atacante, inclusive, deve iniciar novamente como titular no próximo compromisso do Mengo no Brasileirão. Em duelo válido pela 35ª rodada da competição, o Mais Querido vai encarar o Corinthians, às 21h45 (horário de Brasília). O duelo está marcado para o dia 02 de novembro, no Maracanã.

Antes desse confronto, porém, o Flamengo ‘vira a chave’ e foca no compromisso decisivo: a final da Libertadores. Com Marinho no banco de reservas, o Mengo encara o Athletico-PR no próximo sábado (29), às 17h (horário de Brasília), no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, no Equador.

A partida será disputada em jogo único, ou seja, empate nos 90 minutos, a decisão vai para a prorrogação. Mantendo o placar, a finalíssima será decidida nos pênaltis. Em caso de vitória de uma das duas equipes no tempo regulamentar, o time já garante o troféu da Libertadores.