Início Notícias ‘Escalar titulares contra o Santos será irresponsabilidade’, declara jornalista

‘Escalar titulares contra o Santos será irresponsabilidade’, declara jornalista

Foto: Reprodução

Na coletiva após a vitória contra o América-MG, no Independência, onde escalou o time B, Dorival Júnior declarou que no duelo contra o Santos, no Maracanã, última partida da final da Libertadores, pode colocar em campo uma equipe com alguns titulares.

“Alguns jogadores que jogaram na quarta-feira (final da Copa do Brasil) estarão em campo na terça (contra o Santos). Provavelmente iniciaremos com, no mínimo, quatro ou cinco jogadores do grupo que jogou na quarta-feira, até porque, em uma consulta a todos eles, nós chegamos à conclusão de que eles não gostariam de ficar dez dias de uma partida para outra. Então, nós mais ou menos mesclaremos para que todos atuem, no mínimo, 45 minutos”, disse Dorival.

O jornalista Renato Maurício Prado, do portal “UOL”, acha isso uma responsabilidade do treinador. Porém, Dorival disse que a decisão foi por um pedido dos atletas, que alegaram que não gostariam de ficar 10 dias sem jogar.

“Para justificar tal pensamento, que contraria diametralmente tudo o que defendeu e praticou até agora, o treinador contou que certos atletas (não especificou quais) lhe disseram que gostariam de ser escalados, ao menos 45 minutos, para não ficar 10 dias sem atuar. É até compreensível pois, como se sabe, jogador prefere mil vezes jogar a treinar. Mas cabe ao comandante decidir o que é melhor para sua equipe, ainda que por vezes contrarie a vontade de seus comandados”, disse o jornalista.

Apesar de ser um pedido dos jogadores, Renato Maurício Prado alertou para o desgaste físico que já está sendo visível, como foi na final da Copa do Brasil. O jornalista questionou qual o sentido de “expor” os titulares dessa forma quatro dias antes do compromisso mais importante do ano.

“Apesar da bem-sucedida política de muitas vezes poupar o time principal no Brasileiro, para focar nas Copas, até nelas já se pode perceber que o fôlego está acabando. Que o diga o segundo tempo da decisão da Copa do Brasil, quando o Corinthians tomou conta do jogo e o Flamengo não teve pernas para acompanhá-lo. Falar em não perder ritmo de jogo, para uma equipe que tem jogado tanto, não faz sentido algum. Dizer que Jorge Jesus escalava sempre os titulares, além de não ser verdade absoluta, ignora que em 2019 os rubro-negros foram eliminados cedo da Copa do Brasil”, pontuou.

“Qualquer contusão, muscular ou causada por trauma, significará automaticamente desfalque na partida mais importante do Flamengo no ano. Qual o sentido de se expor a isso? Que Dorival reflita bem antes de se dobrar à vontade tola de alguns titulares. Porque se alguém se machucar e não puder atuar em Guayaquil, a responsabilidade será toda dele”, finalizou RMP.

Fonte: Diário do Fla