Início Notícias ‘É prazeroso ver um jovem como o Matheus receber oportunidades’, diz Dorival...

‘É prazeroso ver um jovem como o Matheus receber oportunidades’, diz Dorival Júnior

Foto: Reprodução

O Flamengo venceu com o time alternativo o América-MG neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Nesse sentido, após a vitória por 2 a 1, o técnico Dorival Júnior falou sobre a equipe “B” e as grandes oportunidades dadas as jovens promessas das categorias de base do clube, como Matheus França, que marcou gol na partida.

 

“Tudo é questão de tempo. Vamos conhecendo o grupo, os garotos da base e com isso vamos ampliando nosso leque de opções. As duas equipes estão dando uma resposta muito positiva. Cada jogador vai fazendo dentro do seu perfil o melhor. Este é nosso intuito, que o trabalho gire em torno do que temos dentro do clube. É prazeroso ver um jovem como o Matheus receber esta grande oportunidade”, disse o treinador.

 

Além disso, o técnico também falou sobre a preparação para a final da Copa Libertadores, o uso de atletas na próxima partida antes da decisão, jogadores com problemas físicos e a evolução de Everton Cebolinha.

Revezamento do elenco de goleiros

“A intensão é um revezamento, o Hugo iniciou e o Diego Alves terá sua oportunidade na sequência. Ainda não temos a definição para a próxima partida, mas o Diego terá uma oportunidade na equipe. É um profissional que sempre será muito respeitado aqui dentro e vem participando ativamente do trabalho. Alguns jogadores poderão atuar sim, provavelmente iniciaremos com quatro ou cinco jogadores da equipe que atuou contra o Corinthians”.

Everton Cebolinha 

“O Cebola até o final do ano teremos o melhor deste jogador. Ele vem evoluindo em todos os quesitos, é nítido. Em força, chegada, finta, prendendo bola, enfim é um jogador que vem voltando a ter condições equivalentes ao passado dele”.

 

Problemas físicos 

‘”Primeiro gostaria de reforçar o que foi falado logo após a decisão contra o Corinthians. Nós estávamos com quatro jogadores que tinham problemas para atuar. Contudo, os jogadores foram muito profissionais para poderem entrar em campo. O Vidal estava com problema na perna, o Thiago Maia com um inchaço no joelho, o Arrasca com um problema que já existe há dois meses e o Pedro também estava com problemas. Acredito que pelo menos três desses jogadores estejam recuperados para a final e já reintegrados ao grupo na terça-feira”.

Desgaste emocional 

“O maior desgaste não é o físico é o emocional. Ou seja, quando se chega para um confronto decisivo no limite. E quando tudo acontece é natural que aja um relaxamento. Por isso, escolhermos a equipe de hoje e acredito que acertamos. Os jogadores tem dado uma ótima resposta e mostram que estão preparados para que possam entrar e serem decisivos nas copas também”.

 

Arbitragem 

“Foi interpretação dele. Ele já saiu da área com a convicção da jogada. Volto a lembrar que outro dia, reclamaram de um pênalti não dado na Arena, do Léo Pereira, em um lance semelhante ao de hoje. Então, é pra vocês verem que pode ter existido uma má vontade absurda contra o Flamengo na partida da final da Copa do Brasil. Isso porque, teve muita pressão em cima do Wilton para que ele apitasse, justamente em uma jogada que hoje sofremos a mesma situação e ninguém está reclamando. Essas situações acontecem dos dois lados, tanto a favor, como contra”.


Fonte: Diário do Fla