Início Notícias Zinho aponta favorecimento de árbitro ao Corinthians em final

Zinho aponta favorecimento de árbitro ao Corinthians em final

Gabigol e árbitro Wilton Pereira Sampaio – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

COLUNA DO FLA: Após o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, o Corinthians ficou uma semana reclamando da arbitragem depois do empate sem gols na Neo Química Arena. A pressão, na opinião do comentarista dos canais ESPN Zinho, deu resultado. O ex-jogador detonou a atuação do juiz Wilton Pereira Sampaio no título do Flamengo na quarta-feira (19), no Maracanã.

— Quantos escanteios que ele inverteu que a bola nitidamente bateu no jogador do Corinthians? O árbitro estava pressionado, deu para perceber. Eu vi isso no jogo. Na dúvida, ele tinha medo de marcar, aí ele já ia e marcava para o Corinthians. Foi nítido. O impedimento, gente, eu não vi impedimento ali (no gol anulado do Gabigol). Que linha foi aquela traçada? É muito boa vontade para traçar uma linha, hein? — disse o tetracampeão mundial.

— Quando o Pedro cabeceia aquela bola, que desvia no Balbuena e ele não dá escanteio, na cara dele, eu falei ‘iiiiiihhhh’. Senti ele nervoso para apitar a final. Na dúvida, ele não pensava duas vezes. Ele deu um cartão para o Thiago Maia, que tocou primeiro na bola. O Róger Guedes (na verdade foi o Yuri Alberto) deu um pisão no Filipe Luís, no ar, por cima (sem cartão)… São pequenos detalhes do jogo que passam despercebidos, pois o Flamengo foi campeão. O juiz vai minando, enervando. Se não tiver cabeça no lugar, ele se desestabiliza no jogo. O árbitro sentiu a pressão do que foi a semana — acrescentou Zinho. Assista a alguns erros da arbitragem no vídeo abaixo:

No primeiro jogo da decisão, no dia 12 de outubro, em São Paulo, o Corinthians reclamou de um possível pênalti não marcado, em toque na mão de Léo Pereira. Os corintianos também desejavam a expulsão de João Gomes, na ocasião. Vários comentaristas de arbitragem foram consultados, e a maioria concordou com as decisões de Bráulio da Silva Machado. Ao longo da semana, diretores do Alvinegro foram até a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para formalizar reclamações.

Apesar da questionada atuação de Wilton Pereira Sampaio, o Flamengo saiu com o título da Copa do Brasil, pela quarta vez na história. Agora, os comandados de Dorival Júnior correm atrás do tricampeonato da Libertadores da América. A decisão será no dia 29 de outubro, contra o Athletico-PR, no Equador. Antes, porém, o Mengo tem dois compromissos pelo Campeonato Brasileiro. O primeiro deles é no sábado (22), contra o América-MG, na Arena Independência.