Início Notícias Dorival revela que Vidal jogou a final no sacrifício

Dorival revela que Vidal jogou a final no sacrifício

Arturo Vidal sendo substituído no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

COLUNA DO FLA: O Flamengo conquistou o tetracampeonato da Copa do Brasil após disputa de pênaltis contra o Corinthians, nessa quarta-feira (19). O técnico rubro-negro Dorival Júnior avaliou, em coletiva pós-jogo, o desempenho da equipe e dos volantes, principalmente do chileno Arturo Vidal, que saiu de campo com inchaço e dores no tornozelo direito.

— Vidal jogou no sacrifício. Ele está com um inchaço muito grande no tornozelo. Ele começou a botar a mão no tornozelo e na hora imaginamos que tivesse sido isso. Como estávamos sem força de marcação, imaginei que com a entrada do Matheuzinho ganharíamos um pouco mais de força. Não sabia que ele havia torcido o outro pé e não o pé com problema, e que ele estava se recuperando dentro da partida. Dez minutos depois o Thiago Maia pede substituição, então foi um complicador —, ponderou, antes de finalizar:

— Ao mesmo tempo, estava fazendo alteração em relação ao Pedro e tinha que recompor a altura da nossa área. A única alternativa foi recorrer ao David Luiz que já tinha jogado como volante em alguns momentos na carreira e foi o que pensamos para não perder altura, ganhar um pouco de consistência no meio e entrar com Victor Hugo e Matheuzinho para ter uma força maior de combate e de marcação —, analisou o comandante do Flamengo.

No jogo de ida da final da Copa do Brasil, na Neo Química Arena, o volante João Gomes recebeu o terceiro cartão amarelo e foi suspenso, o que o tirou do segundo confronto decisivo. Na avaliação de Dorival, o jogador de 21 anos não estar presente fez diferença na construção da equipe. Mas mesmo machucado, Vidal fez questão de entrar, o que mostrou a determinação do atleta para o treinador.

— O Corinthians foi para cima e, merecidamente, fez o gol. Foi um jogo bem diferente do que imaginávamos. Perdemos um jogador fundamental que é o João Gomes, porque com o Thiago – que também entrou no sacrifício – o João faria com que tivéssemos um outro tipo de partida, um jogo um pouco mais agressivo, de marcação acentuada, e não foi isso que aconteceu. Perdemos o João, o Thiago e a própria substituição do Vidal pelo momento que ele estava vivendo, pela situação e o próprio inchaço na perna. Foi a coragem e determinação dele que o colocou em campo. Se fosse outro, não teria entrado —, confessou Dorival.

O tetracampeão da Copa do Brasil, agora, precisa ‘virar a chave’ para a decisão da Libertadores que acontece daqui a nove dias. A final contra o Athletico-PR acontece no dia 29 de outubro (sábado), no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador. O confronto começa às 17h (horário de Brasília).

Antes disso, contudo, o Fla tem outros dois compromissos, dessa vez pelo Campeonato Brasileiro. O primeiro é contra o América-MG, neste sábado (22), às 19h (horário de Brasília), na Arena Independência, em Minas Gerais. O segundo duelo é contra o Santos na próxima terça-feira (25), a partir das 21h45 (horário de Brasília), no Maracanã. Os ingressos para a partida no Templo Sagrado, inclusive, já estão à venda no site do clube. Esta será a última partida antes da decisão continental.