Início Notícias Rodinei vira herói improvável e decide título da Copa do Brasil para...

Rodinei vira herói improvável e decide título da Copa do Brasil para o Flamengo em final com Corinthians


Título foi decidido nos pênaltis e teve o Flamengo vencendo nas cobranças alternadas, fechando a conta em 6 a 5.

O Flamengo é tetracampeão da Copa do Brasil. Com gol de Pedro no tempo normal e Rodinei decidindo nos pênaltis, o Rubro-Negro derrotou o Corinthians por 1 a 0 no Maracanã e ergueu o troféu do torneio nacional. Campeão, o Fla desembolsa R$60 milhões como premiação da vitória da final. Somando aos valores recebidos até a decisão, o montante ultrapassa os R$76 milhões. Agora, o título de 2022 se soma aos conquistados em 2013, 2006 e 1990 e  o Fla entra para a galeria dos tetracampeões da competição. 
 

O primeiro tempo no Maraca foi de superioridade e domínio do Flamengo. A estratégia de Vítor Pereira, escalando Lucas Pitón na vaga de Adson e montando um esquema com três zagueiros, ruiu logo na primeira etapa. Mais que isso, o plano foi por água abaixoi aos seis minutos, quando Pedro inaugurou o marcador. O goleador aproveitou bela assistência de Arrascaeta e finalizou de perna esquerda, sem ângulo, na saída de Cássio.

O Rubro-Negro seguiu dominando o confronto e criando as melhores oportunidades dos 45 minutos iniciais. Teve até gol anulado. O Corinthians voltou do intervalo com duas alterações. Vítor Pereira sacou Lucas Pitón, que fez um primeiro tempo ruim e voltou Adson para o time.

 

O Fla se manteve com a superioridade e viu outro gol a seu favor ser anulado, aos 16 minutos do segundo tempo. Logo em seguida, Vidal, cansado, deu lugar a Matheuzinho. Aos 22′, Giuliano, artilheiro do Timão na Copa do Brasil, também foi a campo, entrando na vaga de Dú Queiroz. Aos 25′, Thiago Maia deu lugar a Fabrício Bruno.

 

Os donos da casa caíram de produção e os visitantes se animaram com a possibilidade de buscar o empate. Fágner encontrou Balbuena livre na área para cabecear, mas o zagueiro paraguaio viu Santos fazer defesa tranquila. O Corinthians cresceu. Yuri Alberto apareceu na entrada da área para finalizar, mas bateu por cima do gol.

 

Em momento melhor no jogo, Vitor Pereira repetiu a mudança do primeiro jogo e sacou Róger Guedes para colocar Mateus Vital. Maycon voltou ao time e entrou no lugar de Fausto Vera. Dorival sentiu a queda do Fla e mexeu. Pedro e Arrasca saíram para as entradas de Éverton Cebolinha e Victor Hugo. 

O Timão aproveitou a crescente na partida e chegou ao empate, com Giuliano. Aos 36′, Mateus Vital avançou pela esquerda e cruzou na área, Fábio Santos desviou de calcanhar, Adson chutou mascado e Giuliano aproveitou a sobra para empurrar para as redes. Quinto gol do camisa 11 corintiano, igualando Cano na artilharia da competição.

 

Enquanto o primeiro tempo foi dominado pelos flamenguistas, a etapa final teve a equipe alvinegra melhor no confronto. O Fla se viu sem seus dois volantes logo na primeira metade do segundo tempo, sem Arrascaeta e Pedro, e sem organização no time. Por outro lado, o Timão cresceu com as entradas de Vital, Giuliano e Adson. O camisa 28 sentiu a coxa esquerda nos minutos finais e deu lugar a Gustavo Mosquito.

Assim como na ida, o confronto terminou empatado. Após o 0 a 0 da Neo Química Arena, o Maracanã viu o embate se encerrar em 1 a 1. Decisão nos pênaltis.

 

Pênaltis

Fábio Santos abriu a contagem e fez 1 a 0 para o Corinthians. Filipe Lupis parou em Cássio. Giuliano ampliou a vantagem do Timão. David Luiz fez o primeiro do Fla e dimimuiu. Renato Augusto foi às redes e deixou o placar em 3 a 1. Léo Pereira guardou. Fágner explodiu na trave. Éverton Ribeiro anotou. Tudo empatado: 3 a 3. Yuri Alberto colocou o Alvinegro na frente. Gabigol igualou a conta: 4 a 4 e disputa encaminha às cobranças alternadas. 

 

Maycon guardou e fez 5 a 4. Cebolinha marcou. Tudo igual. Mateus Vital isolou. Rodinei decidiu. Flamengo campeão.

 

Gols Rubro-Negros anulados

Arrascaeta foi às redes na etapa inicial, mas o gol foi anulado após revisão no VAR e marcação de impedimento. Gabigol estava à frente da linha de impedimento quando finalizou e explodiu na trave explodiu. A bola sobraria para Arrasca, livre dentro da área, marcar. Irregularidade sinalizada e gol anulado.

 

Já no segundo tempo, Everton Ribeiro apareceu na área e para finalizar, e parou em defesa de Cássio. No rebote, Gabigol chutou na trave, a bola volta para Everton Ribeiro mandar para o fundo das redes. Mas, o impedimento de Gabigol foi anotado pela arbitragem ainda no campo de jogo e confirmado no VAR.

 

Era um duelo de tricampeões

Flamengo e Corinthians pisaram no gramado do Maracanã como tricampeões da Copa do Brasil. Entre os dois, o último a erguer a Taça do torneio nacional havia sido o Rubro-Negro, que venceu em 2013. Já o Timão, conquistou pela última vez o troféu da competição em 2009. O Fla também se sagrou campeão em 2006 e em 1990, enquanto a equipe alvinegra ficou com os títulos de 2002 e 1995.
 

Último título
Quando Léo Moura levantou o troféu da Copa do Brasil em 2013, o time do Flamengo  passava longe da badalação atual. O destaque daquela campanha foi o centroavante Hernane “Brocador”, artilheiro isolado na disputa, com oito gols marcados. Foi dele o segundo gol anotado no Maracanã, na vitória por 2 a 0 sobre o Athletico-PR, que deu o título aos flamenguistas.
 

Retrospecto
O Flamengo chegou à grande decisão pelo título da Copa do Brasil de 2022 após somar seis vitórias, dois empates e uma derrota. 

Veja abaixo o retrospecto Rubro-Negro:

Terceira fase:
Altos-PI 1 x 2 Flamengo;
Flamengo 2 x 0 Altos-PI.
 
Oitavas de final:
Atlético-MG 2 X 1 Flamengo;
Flamengo 2 x 0 Atlético-MG.
 
Quartas de final:
São Paulo 1 x 3 Flamengo;
Flamengo 1 x 0 São Paulo.
 
Final:
Corinthians 0 x 0 Flamengo;
Flamengo 1 x 1 Corinthians (6×5).

Fonte: Bolavip