Início Notícias Pedro festeja título e gol em final pelo Flamengo

Pedro festeja título e gol em final pelo Flamengo

Pedro comemorando gol pelo Flamengo em final – Foto: Marcelo Cortes

GLOBO ESPORTE: Pedro foi o autor do gol do Flamengo no tempo regulamentar do jogo decisivo do título da Copa do Brasil conquistado sobre o Corinthians nesta quarta-feira, no Maracanã. Do banco de reservas, Pedro viu Rodinei bater o pênalti que sacramentou o tetracampeonato da Copa do Brasil. Ao fim da partida, ainda no gramado, o atacante comemorou a conquista e gol marcado.

– Estou muito feliz, coração muito feliz. Momento muito bom para mim e a equipe. Ganhar título com esse Manto é bom demais, sonho de criança jogar no Flamengo. Imagina ganhar um título com Maracanã lotado, fazendo gol. Hoje é um dia que ficou para sempre na memória. Espero crescer para conquistar mais títulos – projetou.



A partida não teve um roteiro tranquilo para o Rubro-Negro. Depois do gol de Pedro, o Flamengo recuou bastante e viu a equipe paulista crescer e pressionar e levar perigo até o fim. Na segunda etapa, Pedro saiu aplaudido de campo para dar lugar a Everton Cebolinha. Momentos depois, o Corinthians chegou ao empate. O atacante afirmou que o time já esperava a pressão rival.

– Realmente o primeiro tempo foi bem melhor que o segundo, a gente sofreu um pouco, mas a gente estava preparado. A gente não queria, mas no segundo tempo eles tiveram qualidade para isso. A gente soube sofrer. E graças a Deus ganhamos nos pênaltis. Sofrimento muito grande, mas o mais importante foi sair com o título também – afirmou.

Além da busca por títulos do Flamengo – o clube ainda joga a final da Libertadores neste mês – Pedro está de olho na Copa do Mundo. O atacante participou dos últimos amistosos da Seleção Brasileira, vive ótima fase e é cotado para estar no Catar. Para o jogador, o que pode “carimbar” sua vaga é justamente o desempenho no Rubro-Negro.

– Eu trabalho para realizar sonhos. Seleção e Copa é um sonho. Trabalhar no dia a dia no Flamengo para abrir porta na Seleção. A concorrência é grande, vários jogadores muito bons.