Início Notícias Geração 19 do Flamengo supera número de títulos da Era Zico

Geração 19 do Flamengo supera número de títulos da Era Zico

Gabigol com troféu de campeão da Copa do Brasil 2022 pelo Flamengo – Foto: Marcelo Cortes

LANCE: Matheus Dantas

Com a vitória sobre o Corinthians por 6 a 5 nos pênaltis, o Flamengo conquistou sua quarta Copa do Brasil. De quebra, o título também serviu para que a “Geração 2019”, comandada por Gabigol, ultrapassasse o número de conquistas da “Era Zico”. Agora, já são dez canecos para o atual elenco.

Em um espaço de seis temporadas, o Flamengo de Zico conquistou nove títulos. No entanto, em período ainda menor, a atual geração foi mais vitoriosa e já tem o nome marcado na história do clube. E a lista é mais variada em relação ao primeiro momento de glórias.

Flamengo entre 1978-1983 – ‘Era Zico’:
TÍTULOS: Mundial 1981; Libertadores da América 1981; Campeonato Brasileiro (3 títulos) 1980, 1982, 1983; Carioca (4 títulos) 1978, 1979, 1979 (especial – invicto) e 1981

Flamengo entre 2019-2021 – ‘Geração Gabigol’:
TÍTULOS: Libertadores da América 2019; Campeonato Brasileiro (2 títulos) 2019 e 2020; Carioca (3 títulos): 2019, 2020 e 2021; Supercopa do Brasil (2 títulos) 2020 e 2021; Recopa Sul-Americana 2020

RELEMBRE AS CONQUISTAS DA ATUAL GERAÇÃO
Desde o início da gestão Rodolfo Landim, o Flamengo mudou de patamar e vem conquistando inúmeras glórias. A contratação de Gabigol, Arrascaeta, Bruno Henrique e companhia turbinou o elenco, que fechou 2019 com três títulos: Carioca, Campeonato Brasileiro e Libertadores.

Ainda sob o comando de Jorge Jesus, o Flamengo conquistou mais dois canecos, sendo a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana. No entanto, a pandemia veio e trouxe incertezas ao futebol do Rubro-Negro. A saída do português também complicou e, somente com Rogério Ceni, o clube voltou a se sagrar campeão.

Com o ex-São Paulo e Fortaleza, o Rubro-Negro conquistou outra Supercopa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Campeonato Carioca. Apesar disso, existia um hiato no clube desde então. Já com Renato Gaúcho, o Flamengo foi vice da liga nacional e da Copa Libertadores, trazendo um clima de incertezas para o clube.

A chegada de Dorival Júnior, após passagem apagada de Paulo Sousa pelo clube, no entanto, trouxe as glórias de volta ao Clube da Gávea. E as chances de título não param por aí, já que, no dia 29 de outubro, o Rubro-Negro volta a disputar a final da Libertadores, diante do Athletico Paranaense.

Antes de focar exclusivamente na decisão do torneio mais importante da América, o Flamengo terá mais dois compromissos pelo Campeonato Brasileiro. Neste sábado, a equipe enfrenta o América-MG e, na terça-feira, encara o Santos.

E MAIS: