Início Notícias Rony, Hernane, Thiago Neves e muitos outros craques brilharam nas últimas dez...

Rony, Hernane, Thiago Neves e muitos outros craques brilharam nas últimas dez finais de Copa do Brasil

Relembre as decisões que marcaram os últimos títulos nacionais, com os protagonistas e as equipes que estiveram na disputa

A bola está prestes a rolar pela grande decisão da Copa do Brasil e as duas maiores torcidas do continente não se aguentam mais de ansiedade. Um país inteiro está mobilizado para assistir o confronto entre Flamengo e Corinthians, pelo segundo jogo da decisão. Após o 0 a 0 em São Paulo, na semana passada, nesta quarta-feira (19) a taça será erguida no Maracanã.

 



Cada equipe carrega um desafio diferente para o confronto no Rio de Janeiro. Enquanto que o Flamengo precisa furar a defesa adversária, que deve vir mais conservadora, o Corinthians terá que superar um Maracanã completamente Rubro-Negro. Para entender o que os times podem fazer neste confronto, nada melhor do que relembrar as últimas dez decisões da Copa do Brasil.

Veja agora as últimas finais da Copa do Brasil:

Palmeiras x Coritiba 2012

Há dez anos a final da Copa do Brasil era pintada toda de verde. Enquanto que essa seria a segunda de três participações seguidas de times paranaenses na decisão do torneio, o Palestra carregava um estigma nada agradável. Liderado por Marcos Assunção e Valdívia, o time da Barra Funda venceu o primeiro jogo em São Paulo, de 2 a 0. A equipe treinada por Felipão foi campeã após de empatar em 1 a 1 no Paraná, com gol de Betinho, conquistando o bicampeonato. Porém, pela segunda vez na história, um clube foi rebaixado no mesmo ano que conquistou a competição e o Palmeiras jogou a Série B de 2013.



Flamengo x Athletico-PR 2013

O final de 2013 colocava frente a frente dois Rubro-Negros em processo de reformulação. O paranaense já havia se classificado para decisão de Libertadores, mas não ganhava uma taça nacional há 12 anos. Já os cariocas, tentavam reescrever os episódios de glória na Gávea. Com uma “bomba” de fora da área, o volante Amaral empatou o confronto no primeiro jogo e levou a decisão para o Maracanã, parecido com o que acontece nesta quarta-feira (19). No Rio, Hernane Brocador e Elias cumpriram com o protagonismo da temporada e deram o tricampeonato para o Flamengo.

Agif/Heuler Andrey – Elias brilhou no Flamengo em 2013

Atlético-MG x Cruzeiro 2014

Galo e Raposa fizeram em 2014 um dos maiores clássicos da história em finais de Copa do Brasil. Em meio à soberania cruzeirense, que foi bicampeão brasileiro na época, o Atlético utilizou da força que o coroou vencedor da Libertadores em 2013. Em duas vitórias do Alvinegro, Luan, Dátolo e Diego Tardelli confirmaram o primeiro feito do Clube na história do torneio. O elenco campeão ainda contava com ídolos como Réver, Leonardo Silva, Victor e outros, que superaram a dupla adversária Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, destaques naquele ano.

Agif/Pedro Martins – Diego Tardelli virou ídolo do Galo

Palmeiras x Santos 2015

A competição de mata-mata da CBF teve outro confronto estadual na decisão um ano depois. O Clássico da Saudade reservou muita emoção aos torcedores em 2015. Gabigol, que ainda atuava pelo Alvinegro Praiano, colocou o Peixe na frente já no primeiro jogo, conquistando uma vantagem magra para o duelo final. Porém, o Verdão foi atrás e Dudu fez dois gols no Allianz Parque. Ricardo Oliveira ainda marcou um no finalzinho para o Santos, levando a disputa para os pênaltis. Foi nessa hora que brilhou a estrela de Fernando Prass, que defendeu uma cobrança e marcou o gol do Tri, o primeiro título na nova casa.

Agif/Daniel Vorley – Fernando Prass fez o gol do título

Grêmio x Atlético-MG 2016

Um dos times mais tradicionais da Copa do Brasil foi feliz novamente em 2016. Em uma prévia do que seria o ano de 2017, quando conquistou a Libertadores, Renato Gaúcho começava sua história como ídolo na posição de técnico. No Mineirão, deu o Tricolor com o placar de 3 a 1, com destaque para Pedro Rocha, duas vezes, e Everton Cebolinha. Na decisão da Arena do Grêmio, foram feitas homenagens as vítimas da tragédia no voo da Chapecoense. Com a bola rolando, nem mesmo uma obra de arte feia por Cazares foi capaz de evitar o Penta gaúcho. O 1 a 1 garantiu a taça para o Imortal.

Agif/Thomas Santos – Pedro Rocha era o amuleto do Grêmio

Cruzeiro x Flamengo 2017

Após o Penta do Grêmio, outra equipe com muita história na Copa do Brasil se viu obrigado a correr atrás. O Cruzeiro, que é atualmente o maior vencedor na história da competição, fez a final de 2017 contra o Flamengo. Muito antes de brilhar com a camisa do Rubro-Negro, Arrascaeta deixou a Raposa viva na disputa ao empatar o confronto no Maracanã. Lucas Paquetá chegou a marcar o primeiro, mas erros individuais custariam caro para os cariocas. No Mineirão, um 0 a 0 levou a decisão para os pênaltis e o Cabuloso conquistou a 5ª taça da Copa do Brasil.

Agif/Andre Yanckous – Arrascaeta foi de carrasco a ídolo do Flamengo

Cruzeiro x Corinthians 2018

O Cruzeiro tem fama de copeiro e parte decisiva dessa história está ligada a Copa do Brasil. O Zeirão enfrentou em 2018 o recém campeão da Séria A, um Corinthians com Pedrinho, Emerson Sheik, Jadson e etc. Porém, do outro lado pesou a experiência de Thiago Neves, que abriu a vantagem no primeiro jogo, no Mineirão. Na primeira edição que contou com auxílio do VAR, o Timão poderia ter tomado a frente no placar. Robinho para os mineiros e Jadson para os paulistas empataram no 1º tempo. Depois de gol polêmico de Pedrinho, anulado, Arrascaeta anotou uma pintura e trouxe o Hexa para Belo Horizonte.

Agif/Thomás Santos – Thiago Neves decidiu a Copa do Brasil de 2018

Athletico-PR x Internacional 2019

Depois de bater na trave em 2013, o Furacão conseguiu atingir a tão sonhada taça da Copa do Brasil seis anos depois. Com brilho da nova geração, o Rubro-Negro do Paraná conquistou pela primeira vez o torneio da CBF. Em casa, a vantagem começou a ser construída sob os pés do cria da Baixada: Bruno Guimarães. Em um time liderado pelo goleiro Santos e pelo argentino Lucho González, Rony e Marcelo Cirino fizeram dupla na jogada que trouxe o título para o Furacão em pleno Beira-Rio. Com 2 a 1 em Porto Alegre, 3 a 1 no agregado e título inédito para o Athletico.

Agif/Jason Silva – Cirino retornou para ser campeão no Athletico-PR

Palmeiras x Grêmio 2020

Quando a bola rolou na penúltima final da Copa do Brasil, estavam em campo oito taças do torneio, com uma 9ª em disputa. Enquanto que o Tricolor já tinha cinco conquistas, o Palmeiras buscava o Tetra decidindo em casa. O objetivo do Verdão não foi muito ameaçado, começando com um 1 a 0 na Arena, conquistado a partir de gol do zagueiro Gustavo Gómez. Na volta, no Allianz Parque, Wesley e Gabriel Menino garantiram o Penta palestrino e começavam a escrever o melhor ano da história do Clube. Devido a pandemia, o Palmeiras foi campeão de duas Libertadores, além da Copa do Brasil, no mesmo ano.

Agif/Marcello Zambrana – Rony ganhou a Copa do Brasil por dois times

Atlético-MG x Athletico-PR 2021

Na batalha entre os xarás atleticanos, o mineiro saiu vencedor logo de cara em um passeio no Mineirão. A Massa comemorou o Bi do Galo de maneira antecipada após um 4 a 0 no jogo de ida, em casa. Com a conquista do Brasileirão como prato principal, Keno, Hulk e Vargas (em dose dupla), foram os garçons que trouxeram a sobremesa de respeito para o Alvinegro: a Copa do Brasil. Na partida de volta, os campeões puderam jogar com mais tranquilidade, e nem mesmo o gol de Jáderson, para o Furacão, evitou o título. Keno e Hulk foram felizes novamente e o 2 a 1 confirmou: Atlético Mineiro campeão da Copa do Brasil de 2021.

Agif/Robson Mafra – Hulk fez história no Galo em 2021

Fonte: Bolavip