Início Notícias ‘Flamengo é superior ao Corinthians em quase tudo e só perde por...

‘Flamengo é superior ao Corinthians em quase tudo e só perde por milagre’, declara jornalista

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Antes da bola rolar sempre tem um time que é apontado como favorito, mas quando é dado o pontapé inicial, o favoritismo fica fora de campo. Final é final e tudo pode acontecer. Ainda mais, quando envolve os dois clubes de maiores torcida no Brasil. Portanto, Flamengo e Corinthians tem todos os ingredientes para fazerem o Maracanã ferver.

Ainda assim, para o jornalista Danilo Lavieri, do portal “UOL”, o Flamengo só perde o título por um milagre e fez uma comparação entre os titulares. Além de ser superior tecnicamente, o Mais Querido tem a vantagem de jogar em casa. Mais de 60 torcedores estarão nas arquibancadas do Maracanã cantando do início ao fim.

“A equipe paulista vai jogar fora de casa, onde tem apenas sete vitórias em 31 jogos na temporada, com apenas 27 gols marcados e 40 sofridos. O último triunfo longe de São Paulo completa quase três meses. Enquanto isso, o Flamengo nos seus domínios tem 24 vitórias em 34 jogos, com apenas cinco derrotas e uma média de mais de dois gols marcados por partida. No mata-mata, a única derrota como mandante foi na final do Carioca, em março,” declarou o jornalista.

Confira o confronto posição a posição:

Cássio vence Santos: O goleiro do Corinthians já cansou de mostrar que cresce em decisões e dá mostras que está perto de voltar ao seu auge. Não à toa, já há quem comece a fazer campanha por ele na seleção brasileira novamente.

Fagner vence Rodinei: O experiente lateral corintiano é mais regular na posição, apesar de sempre flertar com entradas mais duras. Apesar de chegar menos ao ataque do que o flamenguista, também tem qualidades na hora de armar o jogo.

David Luiz vence Gil: O empate é equilibrado pela subida de produção do corintiano, que fez um excelente jogo de ida na Neo Química Arena. É importante destacar, no entanto, que ele está longe de seu auge que já o levou à seleção. O flamenguista tem ido bem nos confrontos importantes e apresenta muito mais intimidade com a bola no pé.

Balbuena vence Léo Pereira: O flamenguista apresenta cada vez mais partidas consistentes, mas sempre flerta com erros decisivos como no jogo da ida quando Yuri Alberto quase abriu o placar. Já o corintiano paraguaio não está na sua melhor forma, mas já o suficiente para estar acima na comparação.

Filipe Luís vence Fábio Santos: Com a chegada de Dorival Júnior, o flamenguista voltou a jogar melhor também por conta do sistema funcionar melhor. Ele não tem mais a velocidade de outrora, mas agrega bastante à equipe. O confronto é equilibrado, até porque o corintiano tem experiência e sabe jogar uma decisão.

Thiago Maia vence Du Queiroz: Outro que também cresceu bastante com a chegada de Dorival, Thiago Maia salvou o Flamengo de sair atrás no placar e vive grande fase, a ponto de ser titular mesmo com um banco poderoso. O corintiano tem caído no gosto da Fiel, mas ainda longe de chegar nesse patamar.

Arturo Vidal vence Fausto Vera: Esse é um dos confrontos mais indefinidos por conta dos poucos jogos dos dois por aqui. Sempre que entra, o flamenguista corresponde e agora herda a importante missão de substituir João Gomes. Apesar de estar em boa fase, o corintiano ainda tem muito a mostrar para se colocar nesse mesmo patamar.

Arrascaeta vence Renato Augusto: O confronto é de craques. Os dois são decisivos e peças fundamentais para suas equipes. No seu auge, o corintiano foi até melhor do que o uruguaio, mas a fase do flamenguista no momento é superior ao brasileiro.

Éverton Ribeiro vence Adson ou Mosquito: Aqui, ainda há uma dúvida na escalação de Vitor Pereira, mas não importa quem for o escolhido estará abaixo de Everton Ribeiro. O flamenguista sonha até com a Copa do Mundo e já mostrou seu poder de decisão na fase vencedora do Flamengo.

Gabigol vence Roger Guedes: Apesar de não viver fase goleadora, o flamenguista está melhor do que o corintiano muito pelo sistema de jogo. A engrenagem permite que, mesmo sem balançar as redes, ele participe de muitas construções de gols para Pedro. Róger Guedes tem melhorado no aspecto tático, tem muita técnica, mas ainda está atrás do flamenguista.

Pedro vence Yuri Alberto: Também apesar de crescer recentemente com gols importantes, o corintiano ainda está longe de justificar o alto investimento corintiano no seu futebol. Ele tem tentado mostrar seu potencial apresentado no Internacional, mas ainda não chega nem perto do que Pedro já fez. O flamenguista é mais versátil, mais matador e, não à toa, sonha com vaga na Copa.

Fonte: Diário do Fla