Início Notícias Mauro detona ‘chororô’ da mídia por pênalti para o Corinthians

Mauro detona ‘chororô’ da mídia por pênalti para o Corinthians

Mauro Cézar – Foto: Reprodução

LANCE: Incomodado com as análises sobre a arbitragem do primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, entre Corinthians e Flamengo, Mauro Cezar Pereira disparou críticas em direção à imprensa paulista. O jornalista da ESPN destacou as reclamações sobre um suposto pênalti cometido por Léo Pereira, objeto de reclamação do time de São Paulo, e lamentou a abordagem de alguns colegas em relação ao lance.

– Existe uma narrativa fortalecida por alguns colegas que cobrem o Corinthians, algo absolutamente bizarro, que é a maneira que eles tratam um pênalti que não foi pênalti. Vamos ter boa vontade, entender que pode ser discutido se foi pênalti ou não. Mesmo assim, trataram como se fosse um pênalti escandaloso, um chororô – disparou.



O lance aconteceu em ataque do Corinthians no segundo tempo, quando uma bola foi cruzada na área e tocou no braço do zagueiro do Flamengo. No entanto, a arbitragem entendeu que houve um desvio instantes antes do encontro da bola com o braço, o que tirou completamente a chance de reação do jogador.

Mauro Cezar seguiu nas críticas e destacou o enfoque do pós-jogo, que acabou sendo apenas sobre a arbitragem. Para ele, isso seria um artifício usado pelos paulistas para tirar os holofotes do time após uma partida ruim. Além disso, o jornalista debochou e falou que os mesmos colegas estariam torcendo pelo Atlético-MG contra o Flamengo, no último sábado, em jogo vencido pelos cariocas por 1 a 0.

– No sábado, os mesmos colegas estavam chorando porque queriam um pênalti para o Atlético-MG. É um chororô que chega até a Minas Gerais. Começa em São Paulo e vai parar em Belo Horizonte, que coisa constrangedora. O Corinthians não jogou nada contra o Flamengo. Se defendeu, criou muito pouco, correu risco de perder o jogo, e as melhores chances foram do Flamengo – avaliou.

Por fim, Mauro repetiu que os comentários após o jogo se referiam apenas à polêmica e não ao futebol praticado em Itaquera e citou até mesmo os comentaristas de arbitragem — os mesmos que costuma criticar —, que defenderam a não-marcação do pênalti quase que por unanimidade.

– Pouco se falou sobre o jogo após a partida, pouco se falou sobre o futebol do Corinthians. Não sou fã de comentarista de arbitragem, mas estão todos dizendo que não foi pênalti. Aí, aparece um dizendo que foi e eles apontam. Meu Deus do céu – finalizou o jornalista.

Flamengo e Corinthians decidem a Copa do Brasil na próxima quarta-feira, no Maracanã, a partir das 21h45 (horário de Brasília). Com o empate em 0 a 0 no jogo de ida, uma vitória simples já define o campeão. Qualquer empate leva aos pênaltis, já que não há critério de desempate por gols marcados fora de casa.