Início Notícias Por ‘Cidade do Flamengo’, Bolsonaro quer vender mais terrenos

Por ‘Cidade do Flamengo’, Bolsonaro quer vender mais terrenos

Presidente Bolsonaro com a camisa do Flamengo – Foto: Divulgação

JC: Por Manuel Dias

O Flamengo é um dos grandes times da América do Sul e vive uma grande fase nesta temporada, sendo finalista da Copa Libertadores e Copa do Brasil.

Diante disso, a diretoria do clube planeja uma construção do seu próprio estádio, na região do Gasômetro, no Rio de Janeiro – vale ressaltar, inclusive, que o presidente Rodolfo Landim já afirmou que há negociações no momento sobre a construção.

Em entrevista ao podcast do ‘Paparazzo Rubro-Negro’, Bolsonaro comentou sobre a construção do estádio e afirmou que já entrou em contato com a presidente da Caixa, além de afirmar que poderia negociar instalações militares do local para ampliar a área.

“Eu conversei com a Caixa. Ela tem seu conselho, eu não mando nela… Mas qual a orientação que eu dei? Tudo o que for possível, dentro da lei, vamos fazer para o Flamengo ter um estádio na região do Gasômetro, que é o melhor local que existe e disponível no Rio de Janeiro. Está próximo de tudo. Seria algo fantástico para o Flamengo. E já adianto pra vocês, se conseguirem essa área lá – eu já conversei com o Exército brasileiro –, tem outros terrenos ao lado também que nós estamos dispostos a negociar para ampliar a área de estacionamento, fazer um grande centro da torcida do Flamengo, a ‘Cidade do Flamengo’. Não é porque eu sou palmeirense que vou ser contra o Flamengo. Vamos facilitar essa situação. Seria algo muito bem-vindo ao meu entender. Até tem um (terreno) em Tamboatá, mas acho que fica longe. A área mais centralizada para o Flamengo é o Gasômetro, que está à disposição. Mas a Caixa não pode ‘doar’ isso aí”, disse.

Ainda neste mês, surgiram notícias de que o candidato à presidência, Lula, poderia prejudicar a construção do estádio do Flamengo. Lula é torcedor do Corinthians. O candidato, no entanto, foi até as suas redes sociais e afirmou que não iria atrapalhar na construção do novo estádio do Mengão, citando o fato de sua esposa ser Flamenguista.

“As fake news da família Bolsonaro estão sem limites. Sou corintiano, jogo se ganha no campo, e eu nunca ia prejudicar o time do coração da Janja”, escreveu.