Início Notícias "Na várzea, braço é braço, exceto se o Flamengo ali jogar"; Dirigente...

"Na várzea, braço é braço, exceto se o Flamengo ali jogar"; Dirigente do Corinthians 'toma as dores' do Galo em pênalti não marcado e manda recado para Marcos Braz


O dirigente utilizou o Twitter para rebater as declarações do VP do Flamengo, Marcos Braz e ainda tomou as dores do Galo pelo pênalti não marcado neste sábado (15)

O Atlético foi derrotado por 1 a 0, para o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro Série A, na noite deste sábado (15). O gol da foi marcado por Everton Cebolinha, que estava há 11 jogos sem mandar a bola para o fundo das redes, o último gol que ele havia marcado até então tinha sido no último dia 24 de agosto.  O Atlético até que começou bem, pressionando o Flamengo, mas no final das contas o resultado foi esse.

Além disso, houve muita reclamação por um pênalti não dado após a bola tocar no braço de Guilhermo Varelo, jogador do Flamengo. Hulk usou suas redes sociais para questionar os métodos impostos pela CBF pela não marcação da penalidade máxima: “Perdemos e não temos que lamentar nada. Mas pelo amor de DEUS CBF, arbitragem e VAR. Isso não é pênalti? Só precisa ser justo e marcar o que é. Vai ganhar quem jogar melhor e merecer. Sermos justos é o mínimo.”



 

Com mais um lance polêmico envolvendo o Flamengo, o dirigente do Corinthians,  Herói João Paulo Vicente, diretor de negócios jurídicos do Timão, utilizou o Twitter para rebater a declaração de Marcos Braz, VP de futebol do Flamengo, que após o jogo contra o Galo chamou o Corinthians de várzea por conta do jogo contra o Goiás adiado na Serrinha, neste sábado (15) em uma decisão tomada pelo STJD:  “Na várzea, braço é braço (exceto se o Flamengo ali jogar).”



 

O tweet fez alusão ao lance polêmico no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, na última quarta-feira (12).  No final do segundo tempo, os jogadores do Corinthians pediram pênalti em toque de mão de Léo Pereira na área. Porém, o VAR entendeu que a bola toca na barriga do zagueiro antes do braço, e Bráulio da Silva Machado prosseguiu com o confronto. Já na partida contra o Galo, neste sábado (15), o lateral-direito do Flamengo, Guillermo Varela,  tocou com o braço na bola na área em disputa com Nacho Fernández, o juiz seguiu o mesmo padrão e acabou não marcando.

Fonte: Bolavip