Início Notícias Em preleção, Dorival pediu para o Flamengo ‘jogar por Vidal’

Em preleção, Dorival pediu para o Flamengo ‘jogar por Vidal’

Arturo Vidal aplaudindo a torcida do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO ESPORTE: Por Fred Gomes

Arturo Vidal ganhou uma folga extra do departamento de futebol do Flamengo nesta quinta-feira. Os atletas que entraram no segundo tempo do jogo com o Corinthians, caso do chileno, e os que não participaram têm treino marcado para às 16h (de Brasília), no Ninho do Urubu.

Os que iniciaram jogando a decisão também foram liberados, Arrascaeta, porém, foi ao Ninho do Urubu para fazer tratamento. João Gomes, que está fora da finalíssima e deve ser titular contra o Galo, também marcou presença no CT.

A direção, porém, resolveu dar um descanso ao volante, principalmente após a grande demonstração de profissionalismo às vésperas da primeira partida da final da Copa do Brasil. Vidal perdeu o pai, Erasmo, na terça-feira, e soube da notícia após treinar no Ninho do Urubu. Apesar do baque, pediu para ser relacionado. A decisão deixou Dorival mais à vontade para sacar o pendurado João Gomes e substituí-lo por um jogador de nível internacional, sem prejuízos na reposição.

O comando do futebol e Dorival Júnior até estimularam Vidal a ir ao Chile acompanhar o enterro do pai e consequentemente ficar fora do jogo com o Corinthians, mas o jogador optou por seguir com o grupo, algo que o fez ganhar pontos com todos.

Vidal ficou 36 minutos em campo. Errou apenas um dos 36 passes tentados, finalizou uma vez e fez dois desarmes. Recebeu carinho da torcida no Rio, quando o time embarcou para São Paulo, e na Arena Corinthians. Após o jogo, mesmo com semblante que demonstrava abatimento, tirou fotos com vários fãs.

Preleção dedicada a Vidal
No pré-jogo de Corinthians x Flamengo, Dorival Júnior pediu que seus jogadores deixassem tudo em campo não apenas pela óbvia vontade de ser campeão, mas principalmente pelo profissionalismo de Vidal. O companheirismo do chileno foi exaltado pelo treinador durante a corrente rubro-negra.

Dorival também pediu entrega em homenagem a Bruno Henrique, Rodrigo Caio, Varela e Pulgar, que viajaram com o time mesmo sem condições de jogo, mas o discurso teve o chileno como protagonista. Após a partida, o treinador externou a admiração pelo comandado.

– Ele preferiu ficar, logicamente que ele sentiu demais, como todos nós sentimos por ele. Nós respeitamos a decisão. Ele foi taxativo quando decidiu. Nós não tínhamos argumentação nenhuma. Ele foi muito homem com todos nós, o que faz com que o respeitemos cada dia mais pela postura que teve. Da hombridade, dignidade mesmo num momento dificílimo. Ele pensou num todo, no grupo, sabendo que talvez ele não pudesse nem chegar para acompanhar (o enterro).

Abatimento natural
Apesar de ter pedido para jogar e de postagens demonstrando positividade, obviamente Vidal estava abatido. Demonstrou isso ao desembarcar em Guarulhos, onde o Flamengo ficou concentrado.

No pré-jogo, antes do discurso de Dorival, o chileno revelou-se emocionado em alguns momentos de conversas com membros da delegação. No dia do jogo, fez uma série de postagens em homenagem ao pai, a mais marcante delas citava que sentiria falta das mensagens de apoio antes das partidas.

– Papai, hoje vai me faltar sua mensagem de boa sorte antes da partida, mas sei que lá de cima estará nos apoiando. Agora vamos ganhar esta Copa e a que virá. Por ti e por todos que me apoiam no dia a dia. Vamos Flamengo! – disse Vidal em suas redes antes do jogo.

Nesta quinta-feira, pouco depois de 15h30, Vidal voltou a fazer uma postagem referente ao pai. Agradeceu a Corinthians e Flamengo pela homenagem a Erasmo Vidal no telão da Neo Química Arena.

Mais do que a folga, Vidal ganhou pontos com Dorival Júnior, direção do clube e torcida. Demonstrações de carinho continuam acontecendo até o momento. E esse texto também não fica fora da corrente: Força, Vidal!

Foto: Reprodução