Início Notícias Dorival aponta méritos do Flamengo contra o Corinthians

Dorival aponta méritos do Flamengo contra o Corinthians

Arrascaeta em Corinthians x Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

COLUNA DO FLA: No primeiro jogo da final da Copa do Brasil, Flamengo e Corinthians ficaram no empate por 0 a 0. Com igualdade no placar na Neo Química Arena, na última quarta-feira (12), quem vencer no Maracanã, no dia 19, sagra-se campeão. Após o duelo em São Paulo, Dorival Júnior analisou o que faltou para o Mais Querido deixar a capital paulista com uma vantagem no marcador.

— Tivemos ótimos momentos com saída de bola, encontrando e quebrando a primeira linha de combate do Corinthians na maioria das jogadas. É uma equipe que acredita no seu potencial de saída, tivemos boas inversões de lado. Para mim o que faltou foi o último momento, as infiltrações, as penetrações, o ataque à última linha adversária. Se isso tivesse acontecido não tenho dúvidas que nós teríamos produzido muito mais do que fizemos. Não acontecendo, tivemos mais dificuldade, mas mesmo assim transitamos bola com paciência, com segurança, com equilíbrio, buscando melhor momento possível com as infiltrações — disse Dorival Júnior em entrevista coletiva.

Mesmo atuando longe de seus domínios, o Flamengo liderou índices importantes dentro do campo de jogo: finalizações, posse de bola, precisão no passe. O duelo não foi marcado por tantas chances, mas o Mengo impôs situações de perigo para a defesa corintiana, e, na opinião de Dorival Júnior, o setor do adversário se saiu bem.

— A defesa do Corinthians também se mostrou sólida, muito bem compactada e fechada por dentro. Nos deu a possibilidade de ataque pelos lados do campo, ainda assim foi pouco em razão dos poucos ataques que tivemos na última linha do adversário — finalizou o treinador.

O Flamengo terá a chance de ‘furar’ a defesa do Corinthians na decisão da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (19). O Rubro-Negro vai disputar a finalíssima diante da Nação, às 21h45 (horário de Brasília), no Maracanã. Com uma vitória simples diante dos paulistas, o Mengão levanta a taça do torneio pela quarta vez na história.