Início Notícias “Me identifico mais com o estilo de jogo do Flamengo”, diz Tite

“Me identifico mais com o estilo de jogo do Flamengo”, diz Tite

Técnico Tite – Foto: Divulgação

EU SOU MENGÃO: Por Rodrigo da Silva

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, conversou com Zico no programa ‘Resenha do Galinho’, na Bandsport, nesta quinta-feira (06). Além das questões como Copa do Mundo e sequência da carreira, o treinador opinou sobre os próximos jogos do Flamengo, que decide com o Athlético-PR e Corinthians, respectivamente, as finais da Libertadores e Copa do Brasil neste mês de outubro.

Ao lado do ídolo Rubro-negro, o comandante da equipe canarinho deu vantagem para o Flamengo na final contra o Furacão.

Flamengo e Athletico-PR são escolas diferentes, jeitos diferentes que podem vencer, sim. Eu me identifico mais com o Flamengo, com o jeito do Flamengo. Mas, com jogos deste nível e sendo uma partida só para decidir, ela fica muito em aberto. Como disse, a final está em aberto, no entanto, acredito em 60% a 40% ao Flamengo. Mas, não é nenhum demérito ao Athletico”, salientou Tite, que recentemente convocou dois jogadores do Mais Querido, Pedro e Everton Ribeiro, para os últimos amistosos do Brasil antes do Mundial no Catar.



Outro ponto levantado pelo técnico brasileiro foi o trabalho realizado por Dorival Júnior.

“O Flamengo tem uma qualidade técnica e com o Dorival teve um ajuste impressionante em termos criativos”,  analisou o campeão mundial pelo Corinthians. Inclusive, o treinador rubro-negro é apontado por muitos jornalistas como um dos candidatos a assumir a Amarelinha no próximo ciclo.

Por fim, Tite ainda fez elogios atuação do quarteto de ataque flamenguista sob a direção da atual comissão técnica do clube.

“Se não marcar o eixo central do Flamengo, ele vai fazer gol. Arrascaeta, Everton Ribeiro, Pedro e Gabriel Barbosa, se tu vacilar uma combinação, eles vão chegar na cara do gol. É impressionante a capacidade que eles têm. O Flamengo voltou a ser equipe que se impõe e que eu gosto”, disse.

Mesmo que em um passado recente tenha declarado o desejo de treinar algum clube do Rio de Janeiro, Tite confidenciou que seu projeto de carreira após a Copa do Mundo no Catar não incluiu retornar ao futebol brasileiro. Ou seja, é provável que o técnico decida aceitar alguma oferta do futebol internacional.

”No Brasil eu não vou trabalhar, não vou. É uma exposição de ‘cortar carne’ toda hora. Vou dar um tempo. Eu particularmente tenho uma ideia de que os dirigentes profissionais precisam melhorar muito. Eles precisam respaldar os técnicos”, finalizou Tite.

Próximos passos da Seleção
Depois de seis anos com o mesmo treinador no controle da Seleção, a CBF irá promover mudanças. Além de Dorival Júnior, outros nomes andam sendo especulados como Fernando Diniz, Abel Ferreira e até Pep Guardiola. Caso o Flamengo vença tanto a Libertadores como a Copa do Brasil, é bem possível que o treinador rubro-negro entre forte na briga pela vaga na amarelinha.