Início Notícias Medir boa fase de Rodinei pela sua própria régua é um risco

Medir boa fase de Rodinei pela sua própria régua é um risco

Rodinei, lateral do Flamengo – Foto: Marcelo Cortes

BLOG DO MAURO CEZAR PEREIRA: Rodinei voltou a preocupar os rubro-negros após os jogos contra Fluminense e Fortaleza, quando o Flamengo foi derrotado e o camisa 22 atuou mal. Os elogios, exagerados ou não, ao controverso jogador costumam refletir recentes boas atuações ofensivas. Por que ele deixa a desejar defensivamente.

Mal comparando, Trent Alexander-Arnold, o ótimo lateral direito do Liverpool, também é elogiadíssimo por sua capacidade ofensiva. Mas lá atrás não é tão eficaz. Evidentemente estamos tratando de atletas em patamares distantes.

Mas o nível das competições das quais participam, dos adversários, também é longínquo. A questão é o que cada um oferece dentro da realidade dos campeonatos que disputam por seus clubes.

A paixão repentina de muitos por Rodinei poderia se justificar se ele fosse uma máquina de assistências. O britânico é. Já na temporada 2019/2020, aos 21 anos, deu 16 passes para gols, 12 foram na Premier League. Um recorde!

Nos 32 jogos que fez pela Premier League em 2021/2022, Alexander-Arnold alcançou 12 (0,375 por partida) e marcou dois gols. Em 28 pela Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão neste ano, Rodinei acumulou seis assistências (0,214 por jogo), zero gol.

Na Premier League em 2021/2022 o inglês somou 18 grandes chances criadas, 0,562 de média. Na Libertadores e Brasileirão 2022, Rodinei soma seis, 0,300 por peleja pelos números do SofaScore.

Fato é que além de ser sete anos mais velho, Rodinei, 30, não produz tantas situações de gol como Arnold. Em suma, ao contrário do camisa 66 dos Reds, sua capacidade ofensiva não é tão grande para justificar o peso de suas deficiências como homem de defesa.

Obviamente não se espera do rubro-negro um desempenho como o do titular do Liverpool de Jürgen Klopp. Mas a euforia de muitos com a boa fase do jogador do Flamengo reflete as comparações com ele mesmo. E aí está o risco, o enorme perigo às vésperas de decisões

Sim, percebe-se uma melhora, mas ela é detectada no comparativo com o que ele sempre apresentou. No entanto, obviamente o nível mais alto que Rodinei pode oferecer como integrante da linha defensiva não é o bastante para o patamar de exigência de um elenco caro como o rubro-negro.