Início Notícias Beto vibra com primeira chance do filho no profissional do Fla

Beto vibra com primeira chance do filho no profissional do Fla

Igor Jesus e Pedrinho, filho de Beto – Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

COLUNA DO FLA: Multicampeão pelo Flamengo, o ex-meia Beto ainda se emociona com o clube. Isso porque, nesta terça-feira (27), o filho dele, Pedrinho, foi relacionado pela primeira vez para um jogo do Mengão. O jovem tem 19 anos e atua no sub-20, mas viajou com o elenco profissional para o Ceará, onde o Mais Querido encara o Fortaleza. O ex-meio campista disse, três vezes, estar radiante com a notícia.

— Eu estou radiante para caramba porque eu sempre falei para ele que tinha de aproveitar ao máximo essas oportunidades que ele está tendo no profissional. Uma hora poderia chegar a chance de ele pelo menos ser relacionado para o profissional. Isso aí já é uma coisa muito grande e que vai motivá-lo bastante. Estou radiante . Radiante. Independentemente de jogar ou não, só de ele estar no grupo já me deixa feliz para caramba – comentou Beto, em entrevista ao GE.

— Poucos sabem que é meu filho, mas ele está lá pelos próprios méritos desde os 9 anos. Agora veio essa oportunidade para ele. Espero que ele aproveite mesmo que não venha a jogar. Só o fato de estar no grupo treinando com eles já é um motivo de muito orgulho – completou.

Beto, agora aposentado, jogou no Flamengo de 1998 a 2002, com uma rápida passagem pelo São Paulo em 2000. No Mais Querido, o ex-meia e fez parte da geração vitoriosa de 1999 a 2001, que conquistou três Cariocas, uma Copa dos Campeões e uma Mercosul. Foram 32 gols em 177 jogos.

Hoje, Beto tenta passar ensinamentos para o filho, que é meia-atacante e está no Flamengo desde a infância. Após dez anos na base, Pedrinho pode jogar contra o Fortaleza, nesta quarta-feira (28), às 19h (horário de Brasília), na Arena Castelão. A partida é válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, competição onde o Fla encontra-se em quarto lugar, com 45 pontos, 12 atrás do líder Palmeiras. O G4 tem ainda Internacional e Fluminense, com 49 e 48, respectivamente.

A primeira relação de Pedrinho também pode ser explicada pelo alto número de baixas do Flamengo para o confronto contra o Fortaleza: dez. O Rubro-Negro não conta com Arrascaeta, Erick Pulgar, Everton Ribeiro, Pedro, Varela e Vidal, que estavam com as respectivas seleções, em outros países, até a tarde desta terça-feira (27). Além deles, Everton Cebolinha e Marinho estão suspensos, enquanto Bruno Henrique e Rodrigo Caio recuperam-se de cirurgias e só voltam em 2023.