Início Notícias Braz diz que Flamengo não voltará atrás por estádio próprio

Braz diz que Flamengo não voltará atrás por estádio próprio

Projeto de estádio – Foto: Reprodução

JOVEM PAN: Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, foi o convidado desta semana do programa “Reis da Resenha”, do Grupo Jovem Pan. Entrevistado pelo jornalista e apresentador Thiago Asmar, o dirigente respondeu sobre vários assuntos, como a construção de um estádio próprio para o clube na região do Gasômetro, no Rio de Janeiro. Sincero, o cartola flamenguista afirmou que o Maracanã afirmou “ficou pequeno” para o tamanho na torcida e disse que uma casa para o Rubro-Negro é “um caminho sem volta”. Apesar disso, Braz preferiu não dar um prazo para o processo, que está sendo conduzido pelo presidente Rodolfo Landim.

“O Flamengo já esteve, no pensamento, mais longe do estádio. Muita gente dentro do clube já pensou que o estádio do clube era o Maracanã. Em função de vários pontos… O Maracanã diminuiu. Passou de 100 mil para 70 mil torcedores. Isso faz o ingresso ficar mais caro e escasso. Sem ter a intenção, a diretoria não consegue atender todas as classes de flamenguistas. Não é que tirou o povão do estádio, mas não dá para atender todas as classes. É um caminho sem volta, mas não sei quanto tempo isso vai durar”, declarou na última segunda-feira, 26.

À Jovem Pan, Marcos Braz admitiu que o novo estádio seria um legado para a atual gestão, mas alertou para que o Flamengo não cometa os mesmos erros do Corinthians, que se endividou com a construção da Neo Química Arena, em São Paulo.

“Na parte esportiva, o Landim conseguiu todos os títulos possíveis e já deixou um legado histórico. Neste segundo mandato, ele também vai querer continuar ser campeão, mas ele vai querer deixar um legado de maior longo prazo. Este processo todo vai passar dos dois anos de mandato do presidente, mas ele não está preocupado com isso. Isso vai ser importante! Vai ser um estádio com mais de 100 mil torcedores”, declarou.

“O estádio do Corinthians foi um problema para o clube por razões clubes, como parte contratual. O Flamengo tem fazer o estádio próprio, mas tem que saber fazer. O Rodolfo Landim está preparado para isso. Eu te garanto! Ele vai dar o jeito dele”, completou o mandatário.



Perguntado sobre a continuidade de Dorival Júnior para a próxima temporada, Marcos Braz preferiu não cravar a permanência do técnico, que levou o time às finais da Copa Libertadores da América e da Copa do Brasil.

“O Flamengo quer continuar com o Dorival. Ao mesmo tempo, o Dorival quer continuar no Flamengo. Na hora certa, vamos sentar para conversar e se ajustar. Tenho certeza absoluta que vai acontecer o melhor caminho para os dois. Tenho muita legitimidade para falar isso porque o Dorival nunca quebrou um contrato na carreira. Ele jamais quebrou um contrato em que ele estava em vigência em um time. Alguns árabes colocava ‘caminhões de dinheiro’ na mesa, mas ele continuava nos clubes até o fim. O Flamengo conseguiu fazer com que ele quebrasse isso pela primeira vez. Devemos ter alguma habilidade, né? Existe uma relação boa com ele”, declarou o vice-presidente, que preferiu não comentar a possibilidade do treinador deixar a equipe para assumir a seleção brasileira em 2023.