Início Notícias "Me colocou no caminho…"; Éverton Ribeiro 'revela' quais motivos o levaram de...

"Me colocou no caminho…"; Éverton Ribeiro 'revela' quais motivos o levaram de volta à Seleção Brasileira

Meia está no Flamengo desde 2017 e é um dos maiores ídolos da Nação

Desde de quando despontou como jogador do Coritiba, Éverton Ribeiro já demonstrava potencial para ser presença na Seleção Brasileira. Depois, em sua excelente passagem pelo Cruzeiro, até chegou a ser convocado para defender a “amarelinha”, mas não conseguiu ter sequência. No entanto, desde que retornou ao futebol brasileiro e virou protagonista no Flamengo, o jogador tem aparecido mais nas listas de Tite. 



Entretanto, por mais que a posição tenha uma certa carência na Seleção, Ribeiro não vinha realizando uma boa temporada antes da chegada de Dorival Júnior, quando Paulo Sousa ainda era o técnico do Fla. Além dele, outro jogador do Mengão que cresceu de produção e hoje também está na Seleção Brasileira é o centro-avante Pedro. Aliás, o artilheiro da Libertadores era pouco aproveitado pelo português. 

Dito isso, em entrevista coletiva concedida neste domingo (25), Ribeiro revelou alguns dos motivos que o fizeram retomar o bom momento e retornar à Seleção, com destaque para o trabalho psicológico: “Foi um período em que eu estava com muita dificuldade, então procurei uma psicóloga que me ajudou muito. Me colocou no caminho, esquecer e colocar coisas de lado. Centrar no que eu precisava fazer”, destacou o jogador. 

Foto: Lucas Figueiredo/CBF - Pedro e Éverton em treino da Seleção.
Foto: Lucas Figueiredo/CBF – Pedro e Éverton em treino da Seleção.

Além do fato de ter buscado apoio profissional, outro ponto abordado por Éverton foi a presença de Dorival Júnior no elenco. Afinal, após a chegada do comandante ao Rubro-Negro, o elenco todo cresceu de produção e colocou o Flamengo em duas decisões – Copa do Brasil e Copa Libertadores. Não à toa, o capitão e camisa 7 da Gávea tratou de dar a seguinte resposta, ao ser perguntado sobre a influência de Dorival: 



“O trabalho que o Dorival vem fazendo (no Flamengo), não só comigo, mas com a equipe toda. A gente trabalha muito a força, muito arranque e isso é o principal para mim, que sou um jogador que não sou grande, não sou forte, mas preciso da minha agilidade para o arranque curto, completou. Agora, para confirmarem de vez a vaga no Catar, Éverton Ribeiro e Pedro precisam manter o bom momento e, de preferência, ajudarem o Fla a conquistar os títulos que busca.

Fonte: Bolavip