Início Notícias ‘Tivemos um grande primeiro tempo’, declara Tite sobre amistoso contra Gana

‘Tivemos um grande primeiro tempo’, declara Tite sobre amistoso contra Gana

Foto: Reprodução

A seleção Brasileira não tomou conhecimento da Gana e venceu o penúltimo amistoso marcado antes da Copa do Mundo por 3 a 0, na França. Desse modo, o treinador Tite falou sobre o comportamento da equipe durante os 90 minutos, que apresentou oscilações, principalmente na transição do primeiro para o segundo tempo.

 

“Tivemos um grande primeiro tempo em uma partida que teve diversos cenários. No segundo tempo, com uma organização do adversário diferente, com três zagueiros e dois alas, a Seleção de Gana conseguiu nos neutralizar mais no último terço. Em alguns, momentos, ela até conseguiu manter a posse de bola, mas não nos agrediu. Aos poucos, após os 15 minutos, voltamos a dominar e a criar oportunidades. Ou seja, tivemos um grande primeiro tempo, onde ficou claro uma consolidação do que viemos praticando”, disse o técnico.

 

Além disso o treinador também falou sobre a partida de Alex Telle e Eder Militão, duas novas surpresas no esquema da Seleção Brasileira, mudança de postura no intervalo dos tempos e sobre as variações táticas da equipe durante os 90 minutos.

Alex Telles e Militão

“O Telles fez um grande jogo e acredito que isso ficou claro. Ele tem as percepções, onde ele não pode jogar na última linha, porém adequamos o jogador numa posição que dialoga mais com o estilo dele. Do mesmo modo, o Militão foi uma grande surpresa, jogou mais do que eu imaginava na lateral. Teve uma hora que ele botou seis marchas, e não cinco, ou seja, arrancou e partiu pra dentro. Então passa a ser uma opção também”.

 

Mudança de postura 

“Na segunda partida, em cima do das mexidas do adversário nós também realizamos ajustes. Nisso, procuramos conversar e trazer o Raphinha para marcar mais atrás para o Neymar e o Richarlison fazerem a marcação do trio defensivo de Gana. Assim, o adversário teve mais a posse de bola. Mas também, porque fisicamente é difícil manter um jogo que jogamos no primeiro tempo. Contudo, com as substituições, voltamos a dominar a partida”.


Fonte: Diário do Fla