Início Notícias Retrospecto das lesões de Arrascaeta preocupam o Flamengo para finais da Libertadores...

Retrospecto das lesões de Arrascaeta preocupam o Flamengo para finais da Libertadores e Copa do Brasil


O meia uruguaio tem novamente sido um dos principais destaques do Flamengo nesta temporada e sua condição física preocupa nos bastidores

O Flamengo teve uma temporada ‘maluca’ desde o seu início conturbado com o ex-treinador português Paulo Sousa, que não conseguiu se firmar na equipe em momento algum. Após sua saída e a chegada de Dorival ao comando do Rubro-Negro, a equipe teve uma reviravolta e agora pode terminar o ano com duas taças. 

 



 

Entretanto, para isso, o time de Dorival necessita que suas melhores peças estejam dentro de campo e Arrascaeta é uma dessas. O meia uruguaio foi recentemente diagnosticado com uma lesão no púbis e apesar de não necessitar de cirurgia ou parada imediata das atividades, preocupa muito nos bastidores do Flamengo

 

 

O que acaba complicando ainda mais a situação foi um histórico levantado pelo portal ESPN que revela uma tendência do jogador a se lesionar e assim perder jogos importantes no segundo semestre da temporada. Época em que o Flamengo se acostumou a disputar diversas decisões. 

 



 

Ao longo de sua carreira, o meio-campista sofreu com 21 problemas físicos que o afastaram dos gramados. Desses, 16 ocorreram no segundo semestre do ano. Ou seja, 76% das lesões do uruguaio ocorreram na metade final da temporada. Na soma de todas as lesões, Arrasca ficou ausente por 249 dias, além de estar de fora de 67 jogos. No próprio Rubro-Negro, suas lesões mais graves foram às vésperas de partidas decisivas“, revela a ESPN. 

 

 

Para que a lesão de Arrascaeta não atrapalhe o seu rendimento nas finais deste ano, o Flamengo necessita manipular muito bem a usagem do craque nessas próximas 3 semanas que antecedem o início das decisões, com a partida contra o Corinthians pela primeira final da Copa do Brasil. 

Fonte: Bolavip