Início Notícias Finais fazem Flamengo prever ainda mais reforços para 2023

Finais fazem Flamengo prever ainda mais reforços para 2023

Gabigol, Marcos Braz, Landim e Bruno Spindel – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

EXTRA GLOBO: Diogo Dantas

Com as vagas nas finais das Copas, Libertadores e do Brasil, o Flamengo garantiu R$ 56 milhões extras em premiações, e superou as metas financeiras que previam a chegada às semifinais dos dois torneios. Em função do desempenho melhor que o esperado no valor arrecadado com premiações, a diretoria já planeja uma readequação orçamentária para o fim do ano para investir mais em reforços para o começo da temporada 2023, de olho no eventual Mundial de Clubes.

A linha do orçamento que fala sobre premiação e direito de transmissão baseado em performance prevê R$ 130 milhões arrecadados. Se o Flamengo ganhar as duas Copas e se mantiver na posição que está no Brasileiro, que pagaria premiação na casa dos R$ 30 milhões, o clube fatura R$ 170 milhões apenas em premiações, sem levar em conta os direitos de transmissão variáveis. Essa sobra o futebol poderá usar para trazer mais jogadores e consolidar o seu verdadeiro ano mágico, com foco em mais investimentos e não necessariamente em lucro.

– Queremos contratar três jogadores e um que seja muito acima da média. O fato de o Mundial ser em fevereiro, março, até pelas janelas estarem abertas, proporciona da gente contratar – afirmou o vice de futebol Marcos Braz ao Canal do Benja.

A Copa do Brasil paga R$ 60 milhões pelo título e a Libertadores US$ 16 milhões (cerca de R$ 82,6 milhões), totalizando R$ 142,6 milhões. A receita prevista com a venda de jogadores é de R$ 186 milhões, mas o clube só conseguiu até agora cerca de R$ 150 milhões, 80% do total. O faturamento maior com premiações também pode inibir a necessidade de cumprimento desta meta e evitar, por exemplo, a saída de nomes como João Gomes, titular absoluto da equipe.

Diferentemente de 2019, quando ganhou o Brasileiro e a Copa do Brasil, os eventuais títulos dos torneios de mata-mata elevariam ainda mais os ganhos, e fariam, ao lado da bilheteria e da venda de atletas já consumada, o clube superar novamente a receita anual de R$ 1 bilhão em 2022. Ainda assim, apenas a classificação para as duas decisões deixam a diretoria mais confortável em relação às demais metas do orçamento.

O clube já tem números que lhe deixam otimistas para que as metas do orçamento para bilheteria e sócio-torcedor, por exemplo, sejam alcançadas. O Flamengo volta a campo no domingo, no Maracanã, para enfrentar o Fluminense pelo Campeonato Brasileiro, e calcula o uso de sua força máxima no clássico.