Início Notícias Flamengo reclama ainda mais de novo edital do Maracanã

Flamengo reclama ainda mais de novo edital do Maracanã

Torcida Organizada do Flamengo no Maracanã – Foto: Paula Reis

BLOG DO RODRIGO MATTOS: O governo do Estado do Rio de Janeiro alterou as regras da concorrência para concessão do Maracanã: incluiu a obrigação de todos os clubes terem direito ao mesmo valor de aluguel. O Flamengo, que está interessado na disputa junto com o Fluminense, considerou que a modificação piora as condições para gerir o estádio.

Atualmente, a dupla Fla-Flu tem uma concessão provisória e faz a administração do Maracanã. O edital da concorrência feito pelo governo do Estado para concessão definitiva já tinha desagradado à dupla de clubes. Agora, a situação se torna mais incômoda.

Explica-se: o Flamengo vê bastante interferência do Estado nas condições postas pelo governo para ceder o Maracanã. Há obrigação de cessão de sete camarotes e 200 ingressos e influência no cronograma de jogos.

A minuta do contrato da concorrência, por exemplo, já previa que o concessionário não poderia dar exclusividade a um clube ou discriminar comercialmente outro time no uso do estádio. Mas, em uma cláusulas do contrato, permitia a cobrança de valores distintos de quem usasse o clube.

Só que, no diário oficial de quinta-feira, o governo do Estado publicou uma errata do edital. No texto, informou que o futuro concessionário deve estabelecer anualmente um valor cobrado por aluguel e por quadro móvel usado no estádio. E determinou que o “valor cobrado de forma isonômica de qualquer um dos clubes de futebol do Estado do Rio”.

A regra é diferente da atual concessão provisória. O Flamengo e o Fluminense cobraram um aluguel maior do Vasco – R$ 250 mil – em relação ao que pagam pelo uso do Maracanã – R$ 90 mil. Na disputa judicial, a diretoria vascaína ganhou direito de jogar no estádio, mas não de pagar o mesmo aluguel.

Com a modificação nas condições, o Flamengo vê cada vez menos vantagem de ser gestor do Maracanã ao lado do Fluminense. Na prática, um clube visitante teria praticamente os mesmos direitos. A única diferença seria a receita líquida do estádio.

Atualmente, Flamengo e Fluminense fecharam acordo para participarem de forma unida da concorrência do Maracanã. O Vasco, em princípio, estava excluído após a disputa judicial. Ainda não está claro se isso será revertido até a hora de se apresentar proposta.