Início Notícias Voto contra do Flamengo na Conmebol irrita Atlético-MG

Voto contra do Flamengo na Conmebol irrita Atlético-MG

Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG – Foto: Bruno Cantini

GOAL: Por Raisa Simplício, Raul Moura & Thiago Fernandes

A votação que aconteceu nesta segunda-feira (12), durante uma reunião do Comitê da Conmebol, para decidir se a Copa Conmebol será ou não reconhecida como Copa Sul-Americana, teve desdobramentos. O movimento, liderado pelo Atlético-MG, recebeu maioria dos votos a favor, mas Corinthians, Palmeiras e Flamengo foram contra, irritando os dirigentes do Galo.

O comitê dos clubes foi composto pelas 16 equipes que disputaram as oitavas de final da atual edição da Copa Libertadores, além das federações sul-americanas. Sendo assim, o próprio Atlético-MG, Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Fortaleza e Athletico tiveram direito a voto.

Ao lado do Galo, na Liga Forte Futebol, que briga por melhorias no futebol brasileiro e a criação de uma liga, Fortaleza e Athletico, votaram à favor, enquanto o trio Palmeiras, Corinthians e Flamengo, que fazem parte da LIBRA, movimento rival, foram contra.

Os dirigentes do Atlético-MG garantem Palmeiras e Corinthians prometeram votar à favor da unificação dos títulos. O Flamengo, por sua vez, deixou claro a posição contrária. A situação deixou o clima pesado entre os clubes. A relação dos atleticanos com o rubro-negro já não era boa, com a dupla paulista, no entanto, era considerada “até razoável”, mas o ocorrido minou o diálogo entre as partes.

Além de Atlético-MG, Athletico-PR e Fortaleza, River Plate, Boca Juniors, Vélez, Talleres, Colón, Estudiantes e Libertad votaram à favor da unificação dos títulos. Emelec, Cerro Porteño e Tolima se abstiveram. As 10 federações que compõe a Conmebol, pediram mais tempo para avaliar, incluindo a CBF, o que também causou revolta nos atleticanos.

Uma nova reunião deve acontecer em outubro, ainda sem data marcada e o tema voltará à pauta. A ideia do Atlético-MG com o reconhecimento da Copa Conmebol como Sul-Americana é crescer no ranking da entidade. Com dois títulos da extinta competição no currículo, o Galo poderia ganhar até 300 pontos.