Início Notícias Organizadas do Rio se unem por volta às arquibancadas

Organizadas do Rio se unem por volta às arquibancadas

Foto: Divulgação

COLUNA DO FLA: Um projeto de lei que tem como finalidade a volta de algumas tradicionais torcidas organizadas aos estádios, está sendo votado nesta terça-feira (13), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). À tarde, agremiações do Flamengo e de outros clubes estiveram presentes na porta do órgão para acompanhar a votação da proposta que pode liberar o retorno da Raça Rubro-Negra e a Jovem Fla aos duelos do Mais Querido.

A votação do projeto de lei que dá anistia às organizadas estava prevista para começar às 14h (horário de Brasília). Na tarde desta terça-feira (13), uma multidão de torcedores se formou em frente a Alerj aguardando o resultado do pleito. O movimento faz parte do “Anistia Já”, que luta pelo retorno das agremiações aos estádios. Dentre as que podem voltar caso o parecer seja positivo, estão a Raça Rubro-Negra e a Torcida Jovem do Flamengo.

A proposta votada tem como um dos pontos fundamentais a mudança da punição, que passaria a ser direcionada para o indivíduo ao invés de para toda a torcida. Em outras palavras, caso um membro da organizada cometa um ato ilícito, a pessoa seria penalizada e não a agremiação como um todo.

Além disso, o projeto de lei de autoria dos deputados Zeidan (PT), Carlos Minc (PSB) e Luiz Paulo (PSD) fala em extinguir ‘todas as punições às torcidas organizadas, por atos praticados até o momento, ficando permitido o retorno destas aos eventos esportivos’.

Se a proposta for aprovada também será criado o Conselho Estadual dos Torcedores do Rio de Janeiro (CETORJ), órgão que, junto com a Associação Nacional das Torcidas Organizadas do Brasil, (ANATORG), será responsável por ‘fiscalizar, mediar e elaborar ações com o intuito de fazer valer o cumprimento das diretrizes gerais estabelecidas’.