Início Notícias Já era o sonho da Tríplice Coroa do Flamengo

Já era o sonho da Tríplice Coroa do Flamengo

Léo Pereira em Goiás x Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

BLOG DO MAURÍCIO PRADO: Há uma boa notícia do segundo empate consecutivo do time misto do Flamengo (antes diante do Ceará, agora contra o Goiás). É que o rubro-negro pode, enfim, abandonar de vez o Campeonato Brasileiro, que se tornou um estorvo, numa temporada insana em termos de calendário e na qual já está classificado para a final do campeonato mais importante do continente, a Libertadores, e a um passo da decisão do torneio que paga a maior premiação do futebol brasileiro, a Copa do Brasil.

São estas as competições que interessam ao clube Mais Querido do país. Insistir na luta por uma improvável e inédita tríplice coroa só aumentaria as possibilidades de acabar, como no ano passado, sob o comando de Renato Gaúcho, de mãos abanando – vice na Libertadores, no Brasileiro e eliminado nas semifinais da Copa do Brasil.

Vamos falar francamente? O Palmeiras já é o campeão brasileiro de 2022. Se o Flamengo insistisse em tentar descontar a considerável diferença que os separa (por causa do péssimo início, sob o comando do inepto Paulo Sousa), muito provavelmente, apenas esfalfaria seus titulares, aumentando exponencialmente as possibilidades de fracasso nas três frentes.

Isso não impede de se constatar quão açodadas foram as análises de que as contratações na última janela foram espetaculares e que o elenco rubro-negro se tornara incomparável no continente. Cebolinha, tido e havido como principal reforço, é uma decepção colossal. Marinho, outro que parece ter esquecido o futebol na Vila Belmiro. E até Arturo Vidal, que tanta gente já cobrava que virasse titular, pode ser útil como um bom reserva, mas nem de longe mostra futebol capaz de barrar Thiago Maia e João Gomes. Isso sem falar de Erick Pulgar e Varella, que nem sequer foram utilizados na Serrinha.

Carimbando a passagem para as finais da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, diante do São Paulo, tudo que Dorival Júnior e sua comissão técnica devem fazer é trabalhar para que o time titular chegue nas melhores condições físicas possíveis para lutar pelos dois títulos que realmente disputa. O Campeonato Brasileiro? Poderá servir, em rodadas específicas, para que o Flamengo faça coletivos aprontos de luxo para as grandes decisões que terá pela frente.