Início Notícias E se a campanha para tirar Pedro do Flamengo desse certo?

E se a campanha para tirar Pedro do Flamengo desse certo?

Pedro apontando para o escudo do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

BLOG DO MENON: Há um ano mais ou menos, a campanha que estava nas ruas e nas redes não envolvia Lula e Bolsonaro. A onda de solidariedade dos brasileiros não era direcionada aos desvalidos que comem – quando comem – restos no lixo. E o tema Justiça não estava ligado ao STF.

Pedro era o nome de tudo.

Pedro era injustiçado porque o Flamengo não o liberava para a Olimpíada. Pobre Pedro, condenado à reserva de Gabigol, tinha a carreira ameaçada.

Só havia uma salvação para tamanha maldade: tirar Pedro do Flamengo e colocá-lo no Palmeiras.

O Flamengo, que pagou caro para tirá-lo da Fiorentina, o Flamengo que lhe pagava ótimo salário, o Flamengo que nunca atrasou um minuto o pagamento era o vilão da vez. Um monstro que atrapalhava a carreira do jogador.

Jornalistas avaliaram propostas ou rumores de propostas. Sempre eram ótimas. Tem que liberar. Clamor nacional.

E se o Flamengo, em vez de fazer valer seus direitos, tivesse vendido Pedro a um rival que agora se divide entre Merentiel e Flaco López?

Estaria sem Bruno Henrique e sem Pedro. E, quem sabe?, fora da final da Libertadores.

O Flamengo pensou grande, investiu alto, defendeu seus direitos, não caiu em campanha “humanitária” e, cada vez mais, se transforma no grande clube brasileiro.

Com Pedro, claro.