Início Notícias Torcedor do Flamengo que assediou repórter da ESPN é detido

Torcedor do Flamengo que assediou repórter da ESPN é detido

Foto: Cahê Mota

UOL: Bruno Braz

Jessica Dias, repórter da ESPN no Rio de Janeiro, foi assediada enquanto fazia a cobertura dos arredores do Maracanã antes do duelo entre Flamengo e Vélez Sarsfield, da Argentina, pela semifinal da Libertadores. O rubro-negro autor do ato foi detido e levado para prestar depoimento, e ainda não teve o nome divulgado.

Durante uma passagem ao vivo feita próxima ao estádio, torcedores do Fla estavam ao fundo cantando músicas da arquibancada quando, de repente, um lhe deu um beijo. Ele deixa o quadro da imagem logo depois, enquanto a jornalista fica, nitidamente, desconfortável com a situação.

Quando volta ao estúdio, Marcela Rafael, uma das apresentadoras do “SportsCenter”, presta solidariedade à repórter e ressalta: “A torcida estava tão legal e aí vem um palhaço e termina deste jeito o nosso SportsCenter. Jessica, eu sinto muito”, disse ela. “Eu sei o que é isso porque já passei muito por isso”, completou.

O caso, rapidamente, ganhou repercussão negativa nas redes sociais, e diversos jornalistas se posicionaram em defesa de Jessica.

Segundo o UOL Esporte apurou, tanto a repórter da ESPN quanto o torcedor foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal localizado no Maracanã para prestar depoimento. Muito abalada, a jornalista recebeu o apoio do pai, que foi ao Maracanã após o episódio.

Em comunicado, a ESPN disse que “vai dar todo apoio” à repórter e esperada “que o agressor seja punido com todo o rigor que a lei permite”. Ainda segundo o UOL Esporte apurou, o departamento jurídico do Flamengo também está acompanhando o caso.

Em nota, o Rubro-Negro afirmou ser “lamentável que atos repugnantes como este, que não representam a Nação Rubro-Negra, ainda aconteçam”.

O Flamengo entra em campo logo mais em vantagem após a goleada por 4 a 0 no jogo de ida. A equipe que se classificar logo mais vai enfrentar o Athletico-PR — que eliminou o Palmeiras — na final. A decisão acontece em Guayaquil, no Equador.

Veja nota da ESPN
“Nossa repórter Jéssica Dias foi hoje vítima de assédio na porta do Maracanã, onde trabalhava na cobertura de Flamengo x Velez. Atitudes como essa não cabem hoje no nosso planeta, seja em um jogo de futebol ou na casa de qualquer mulher. Nossa equipe que acompanhava a Jéssica conseguiu segurar o agressor e pediu à polícia que o encaminhasse para a delegacia do Maracanã. Jéssica, como toda mulher deve fazer, registrou boletim de ocorrência. A ESPN e a Disney repudiam qualquer tipo de agressão contra as mulheres. A empresa vai dar todo apoio a nossa repórter e esperamos que o agressor seja punido com todo o rigor que a lei permite”.

Veja nota do Flamengo
“O Clube de Regatas do Flamengo repudia o assédio cometido por um torcedor rubro-negro com a jornalista da ESPN Jéssica Dias durante reportagem antes da partida desta noite. É lamentável que atos repugnantes como este, que não representam a Nação Rubro-Negra, ainda aconteçam”.