Início Notícias Gabigol exige roupa vermelha e preta em aniversário

Gabigol exige roupa vermelha e preta em aniversário

Gabigol comemorando gol com jogadores do Flamengo – Foto: Marcelo Cortes

COLUNA DO FLA: Mesmo com apenas um gol nos últimos sete jogos, o atacante Gabigol tem muito a comemorar. Além das duas assistências no 4 a 0 do Flamengo sobre o Vélez Sarsfield (ARG), na última quarta-feira (31), o camisa 9 completou 26 anos há dois dias e agora prepara uma festa especial no Rio de Janeiro.

O atacante fez um adendo no convite: homens vestem preto, enquanto as mulheres têm que ir de vermelho. O evento, marcado para esta noite (1), promete ainda muitas atrações musicais. Como o Rubro-Negro está de folga nesta quinta (1) e só volta aos treinos na tarde desta sexta (2), Gabigol tem tempo para comemorar as conquistas e também a vaga encaminhada na final da Libertadores. As informações foram publicadas pelo jornalista Janir Júnior, do GE.

Como está pendurado para a partida da volta contra o Vélez Sarsfield, na próxima quarta-feira (7), há a possibilidade de Gabigol ser preservado, de olho na muito provável final da competição, em 29 de outubro. Assim, o camisa 9 tende a ser titular contra o Ceará, no próximo domingo (4), no Maracanã lotado, às 11h (horário de Brasília). A partida é válida pela 25ª rodada do Brasileirão e tem tudo para ser o jogo 200 de Gabi pelo Flamengo.

O Fla, vale destacar, tem jogado o Campeonato Brasileiro com time ‘alternativo’. Por isso, ainda há a dúvida sobre a escalação do atacante. Fato é que que o Mengão ainda sonha com o título e está em segundo lugar, sete pontos atrás do líder Palmeiras: 50 a 43. A equipe paulista, por sua vez, jogará às 19h (horário de Brasília) do sábado (03), contra o Red Bull Bragantino, na condição de visitante.

Além da Libertadores e do Campeonato Brasileiro, o Flamengo também sonha com a conquista da Copa do Brasil de 2022. O Mengão também está na semifinal e venceu o São Paulo, no Morumbi, por 3 a 1, na ida. O jogo da volta será em 14 de setembro, também com o Maracanã lotado. Neste torneio, assim como a Libertadores, não há gol fora de casa como critério de desempate.