Início Notícias “Estou sofrendo um pouco”, diz David Luiz sobre hepatite

“Estou sofrendo um pouco”, diz David Luiz sobre hepatite

David Luiz – Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

COLUNA DO FLA: Nesta quarta-feira (31), o Flamengo chamou a Argentina de casa e goleou o Vélez Sarsfield (ARG) por 4 a 0, pelo primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores da América. A partida marcou o retorno de David Luiz aos gramados após quadro de hepatite, e ao final do duelo, o zagueiro abriu o coração sobre o diagnóstico e a possibilidade de ter atuado no confronto.

– Estou feliz por estar melhor, departamento médico fez um grande trabalho. Me tranquilizou, fiz todos os exames. Foi uma hepatite viral ou medicamentosa. Minha voz está assim, estou sofrendo um pouco, bastante cansado. Eles fizeram o possível para me deixar 100%, mas estou de 95% a 99%. Estou feliz de ter ajudado na vitória de hoje, disse o zagueiro.

Os sintomas iniciais de David Luiz foram publicamente revelados no último dia 25, após o jogo contra o São Paulo, pela semifinal da Copa do Brasil. Na ocasião, o zagueiro foi substituído e disse que estava com um ‘problema mais sério’. O diagnóstico de hepatite foi confirmado pelo Flamengo no dia 28 de agosto.

Vale ressaltar, no entanto, que antes da confirmação do quadro de hepatite viral, David Luiz já relatava os sintomas da doença há duas semanas e era observado pelo departamento médico do Flamengo. Uma bateria de exames foi realizada para conclusão do diagnóstico, o tratamento foi iniciado, e o zagueiro conseguiu atuar contra o Vélez.

Ainda sob observação e em tratamento, David Luiz é desfalque confirmado para o jogo de volta, no dia 07 de setembro. O zagueiro, que estava pendurado, recebeu o terceiro amarelo e é baixa. Léo Pereira, dupla do camisa 23 na defesa do Fla, também está fora, pelo mesmo motivo.

Em busca de uma vaga para a grande final da Copa Libertadores, Flamengo e Vélez Sarsfield voltam a se enfrentar no dia 07 de setembro, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Com o apoio da Maior Torcida do Mundo, o Fla tentará carimbar o passaporte rumo ao Equador, palco da finalíssima continental.