Início Notícias Ex-repórter do Flamengo aponta maior defeito de Landim

Ex-repórter do Flamengo aponta maior defeito de Landim

Presidente Rodolfo Landim tirando selfie com torcedores do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

COLUNA DO FLA: Ex-repórter da FlaTV, o canal oficial do Flamengo, João Mércio Gomes foi entrevista pelo PODFLA, o podcast do Coluna do Fla, e não se esquivou de temas polêmicos. O jornalista foi questionado por Túlio Rodrigues e Rafa Penido sobre o que acha de Rodolfo Landim, presidente do clube, e Marcos Braz, vice de futebol do Mengão. O convidado deu notas à dupla, começando pelo mandatário do Mengo, a quem teceu críticas.

— Como resultados, (Landim) é nota 10, mas em questões mais humanas, como preço dos ingressos, carinho com o torcedor, com o povão, ele deixa muito a desejar. A torcida é o que movimenta o Flamengo, é o que faz o marketing andar. E aí é nota 6. Comigo, ele era gente boa – analisou João.



Já com Braz, o jornalista foi praticamente só elogios e o classificou como “cara bom”. João Mércio enfatizou que o vice-presidente de futebol do Flamengo é um ser humano que se preocupa muito com o próximo. Por outro lado, o jornalista destacou que o dirigente não deveria entrar na política do Rio de Janeiro. Marcos é vereador na cidade e candidato a deputado federal.

— Gosto muito do Braz. Acho que ele faz muitas coisas boas, embora eu ache prejudicial ao Flamengo ele se envolver com política, mas é um cara bom. Por exemplo: ele fortaleceu o churrasco de um dos roupeiros do Flamengo. Ele se importa com os outros lá dentro e ajudou a tratar a depressão do Michael e sem falar nada. E ele é muito bom em negociações. O cara simplesmente trouxe Arrascaeta, Bruno Henrique, Gabigol e Gerson. Nota 8,9, não sei – concluiu Mércio.

Dentro de campo, o Flamengo volta a jogar agora contra o Vélez Sarsfield (ARG), nesta quarta-feira (31), pela ida da semifinal da Libertadores. A bola vai rolar às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio José Amalfitani, em Buenos Aires. O compromisso da volta será na outra quarta (7/9), na mesma hora, mas no Maracanã lotado.