Início Notícias “Vocês não têm dimensão do que Fla representa”, diz Mancuso

“Vocês não têm dimensão do que Fla representa”, diz Mancuso

Foto: Reprodução

COLUNA DO FLA: O Flamengo está entre os clubes mais tradicionais do mundo e possui uma história muito rica. Multicampeão e com ídolos que marcaram época, como Zico, Zizinho e Leônidas da Silva, o Mais Querido serve como referência no futebol brasileiro. Por conta disso, muitos jogadores sonham em vestir o Manto Sagrado e atuar no Maracanã. Para quem teve a oportunidade de defender as cores do Fla, resta apenas ser grato, como é o caso do argentino Alejandro Mancuso.

— Quando você coloca essa camisa do Flamengo… É uma camisa muito forte, do nível de Seleção Brasileira. Para mim era muito importante. Não recebia em dia, tinha muita dificuldade, mas jogar no Maracanã e colocar a camisa do Flamengo, para mim, foi sensacional. A melhor coisa que aconteceu na minha carreira. Não sei se vocês têm a dimensão do que o Flamengo, no mundo, representa — disse o ex-jogador rubro-negro, em participação no programa ESPN FC.

O ex-volante defendeu o Flamengo entre os anos de 1996 e 1997 e, apesar de ressaltar os problemas financeiros que o clube sofria à época, rasgou elogios ao Mais Querido. Segundo Mancuso, os argentinos destacam que jogar no Maracanã e colocar o Manto Sagrado é algo ‘muito forte’. Além disso, a recepção da torcida rubro-negra fez com que começasse um ‘amor eterno’ com o Fla.

Mancuso disputou 66 partidas pelo Flamengo, em pouco mais de um ano, com 37 vitórias, 18 empates e 11 derrotas. O argentino teve aproveitamento de 65% no Mais Querido e marcou cinco gols. Ao todo, foram quatro títulos conquisados com o Rubro-Negro: Taça Guanabara, Taça Rio, Campeonato Carioca e Copa de Ouro Nicolás Leoz de 1996.

No Brasil, Mancuso ainda defendeu o Palmeiras e o Santa Cruz, além de ter passagens por Ferro Carril Oeste (ARG), Boca Juniors (ARG), Independente (ARG), Bella Vista (URU) e Vélez Sarsfield (ARG). O último, inclusive, é o adversário do Flamengo na semifinal da Libertadores, com jogo de ida disputado na Argentina, nesta quarta-feira (31), no Estádio José Amalfitani, às 21h30 (horário de Brasília).