Início Notícias "Não temos…"; Presidente do Atlético deixa clubismo de lado e se rende...

"Não temos…"; Presidente do Atlético deixa clubismo de lado e se rende ao Flamengo de forma inesperada


Sérgio Coelho destacou que o Mais Querido conseguiu montar um grande elenco por dispor de muito dinheiro para contratações

Na noite da próxima quarta-feira (31), o Flamengo inicia o duelo contra o Vélez Sarsfield, da Argentina, pelas semifinais da Copa Libertadores da América. O primeiro jogo será com mando de campo dos argentinos e a volta, na semana que vem, será no Maracanã. Quem avançar encara o vencedor do outro duelo das semis da Liberta, Athletico e Palmeiras. 

Em relação ao Mais Querido, um dos destaques na temporada foi o grande elenco montado pelo time. Para se ter ideia, nomes badalados como Vidal e Everton Cebolinha vem sendo reservas e Bruno Henrique está lesionado. Mesmo assim, a equipe vem de uma ótima sequência. O Fla conseguiu se organizar financeiramente para manter um grande elenco.



Em entrevista para a Itatiaia, Sérgio Coelho, presidente do Atlético, revelou que a situação financeira do clube é preocupante. Ao comentar sobre o assunto, ele fez questão de fazer uma comparação com o Rubro-Negro Carioca e destacar o poder financeiro que o Mengão detém no momento. 



“O Galo não tem R$ 100 milhões para fazer contratação como o Flamengo fez recentemente. Não vamos iludir o torcedor dizendo que nós vamos montar para o ano que vem um time cheio de craques”, analisou o dirigente do time mineiro. 



“Não fossem essas pessoas (4R’s) para ajudar o Atlético, financeiramente e trabalhando também, o Atlético, não tenha dúvida, estaria na segunda divisão. Nós temos o maior endividamento do futebol brasileiro. Somos o clube que mais deve. Hoje pagamos as contas porque os 4R’s ajudam a pagar essas contas. Não fossem eles, não teríamos condições”, concluiu Coelho. 

Fonte: Bolavip