Início Notícias Flamengo estima retorno de Rodrigo Caio para setembro

Flamengo estima retorno de Rodrigo Caio para setembro

Foto: Divulgação

UOL: Bruno Braz

Quando teve constatada uma lesão no menisco do joelho esquerdo, ocorrida no dia 10 de julho, Rodrigo Caio chegou a um consenso com o departamento médico do Flamengo de optar por um tratamento conservador, focado na fisioterapia de modo a tentar evitar uma intervenção cirúrgica. E sem estipular prazos, o zagueiro tem apresentado evolução e a possibilidade de artroscopia, neste momento, está descartada pelas partes, notícia que traz alívio no Ninho do Urubu.

Rodrigo Caio já tem feito trabalhos no campo e as dores têm diminuído, algo que anima o jogador e os médicos do clube. A previsão é que o atleta volte aos gramados em setembro, mas o Rubro-negro evita estipular prazos para não frustrar expectativas.

O zagueiro passou por uma artroscopia em dezembro de 2021 e logo depois conviveu com o drama de lidar com as complicações de uma infecção. Assim, o zagueiro disputou apenas 12 partidas neste ano – sendo dez como titular.

O camisa 3 estreou contra o Altos, pela Copa do Brasil, em maio. Desde então, um cronograma foi montado para o retorno gradual. Neste período, foram sete jogos atuando por 90 minutos em ótimo nível. Veio a nova lesão e o camisa 3 precisou dar um passo atrás.

Por conta da instabilidade de seu aproveitamento, a diretoria foi ao mercado e contratou dois zagueiros nesta temporada: Pablo e Fabrício Bruno. Ambos têm sido reservas, com a dupla titular sendo formada por David Luiz e Léo Pereira.

O drama de lesões de Rodrigo Caio se intensificou em 2020. Já no início da temporada, ele e sofreu um corte no joelho direito, em janeiro, e uma lesão na coxa esquerda, em fevereiro. Entre outubro e dezembro, acumulou desgaste muscular, edema ósseo no joelho direito e lesão na panturrilha direita. Além disso, em setembro contraiu covid-19, que o deixou afastado dos gramados também.

Em janeiro de 2021, teve um problema muscular na coxa esquerda. Em abril, fibrose na coxa direita. Em junho, dores na perna direita. Em julho, edema na panturrilha esquerda.

A cirurgia realizada em dezembro foi projetada para dar mais resistência ao joelho do jogador. No pós-operatório, Rodrigo Caio recebeu a vista dos companheiros Diego Alves, Filipe Luís, Renê, Willian Arão e Everton Ribeiro (foto acima). A inflamação contraída durante um período de folga acabou retardando seu retorno.

A lesão atual aconteceu na derrota para o Corinthians por 1 a 0, na Neo Química Arena (SP), pelo Campeonato Brasileiro. O jogador tem contrato com o Flamengo até o fim de 2023 e a possibilidade de renovação ainda não foi discutida pela diretoria rubro-negra. A ideia é ter o defensor na ponta dos cascos para os grandes jogos que virão.