Início Notícias Análise Tática Flamengo x Corinthians: Time titular à disposição e Vidal pedindo...

Análise Tática Flamengo x Corinthians: Time titular à disposição e Vidal pedindo passagem

(Foto: Reprodução/Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo enfrenta o /Corinthians nesta terça-feira (09/08), às 21h30, no Maracanã, pela volta das quartas de final da Libertadores. Após vencer a ida por 2 a 0, o Mais Querido vai em busca da classificação para a semifinal. Dorival Junior terá à disposição o time que vem sendo titular, além de Arturo Vidal, que vem pedindo passagem.

Para a partida, o Flamengo só terá de desfalques o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Bruno Henrique. Assim, a tendência é que o time atue em uma espécie de 4-1-2-1-2, tendo na primeira linha Rodinei e Filipe Luís nas laterais, com David Luiz e Léo Pereira formando a dupla de zaga.

Já no meio de campo, uma espécie de losango. Thiago Maia fica como primeiro volante, fazendo a proteção da zaga e auxiliando na saída. Já na frente dele, por dentro, ficam Everton Ribeiro à direito e João Gomes à esquerda. Arrascaeta, por sua vez, atua mais adiantado, centralizado, como um “camisa 10”, atrás dos atacantes,

A dupla de ataque será formada por Pedro, que fica como referência, mais “fixo”, fazendo pivô e prendendo os zagueiros adversários. Já Gabigol tem mais liberdade para se movimentar, caindo bastante pela direita e recuando muitas vezes como um armador. Além disso, o camisa 9 aproveita os espaços que o centroavante vai deixar para infiltrar na área.

Já Arturo Vidal deve começar a partida no banco, mas dificilmente não entrará no segundo tempo. Além disso, não seria nenhum absurdo se Dorival Júnior surpreendesse e colocasse o chileno de titular. Isso porque, nas cinco partidas em que atuou pelo Flamengo, o volante teve grandes atuações, comandando o meio de campo rubro-negro.

Na defesa, Vidal, apesar dos 35 anos, ainda tem muita pegada e leitura das jogadas, com desarmes precisos. Já no ataque, quase todas as ações ofensivas passam pelo chileno, que faz passes rápidos e precisos. Além disso, o jogador tem um ótimo poder de finalização, inclusive de fora da área, que pode fazer a diferença no jogo.

Mas, mesmo que Vidal comece no banco, o Flamengo tem tudo para fazer mais um grande jogo. Para isso, o time precisa atuar como se não tivesse vantagem no placar e jogar com a mesma intensidade dos confrontos recentes. É preciso marcar pressão assim que perder a posse e, no ataque, se movimentar bastante para confundir a marcação adversária, além de aproveitar as chances criadas. Caso faça isso, o rubro-negro tem tudo para ter outra ótima atuação.

Fonte: Diário do Fla