Início Notícias Após anúncio de Varela, Dínamo faz ameaça ao Flamengo: "Devem sempre se...

Após anúncio de Varela, Dínamo faz ameaça ao Flamengo: "Devem sempre se basear no respeito mútuo…"

Jogador fez uso de cláusula especial da FIFA para integrar equipe carioca e time russo não curtiu a postura do lateral

O Flamengo anunciou neste sábado (30) a contratação do lateral-direito Guillermo Varela. As publicações nas redes do Clube foram feitas logo após a vitória contra o Atlético Goianiense na Série A. Inclusive, o uruguaio esteve no Maracanã e presenciou a partida que fez o Rubro-Negro entrar no G4 nesta competição. Apesar da alegria dos flamenguistas, do outro lado do mundo os russos não ficaram satisfeitos.

 



Donos do passe de Varela, o Dínamo Moscou não aprovaram a forma com que o negócio foi conduzido. O atleta começou faltando um treino pelo time quando soube do interesse do Flamengo. Depois, ele acionou a recente regra da FIFA que permite jogadores de clubes da Ucrânia e da Rússia saírem por empréstimo automático, devido o conflito entre os países. O jornalista Fábio Aleixo, que mora no Leste Europeu, trouxe a tradução da nota oficial da equipe do uruguaio.

“Em 25 de julho, o lateral uruguaio Guillermo Varela comunicou unilateralmente ao nosso clube a suspensão do contrato para a temporada 2022/23. Isso aconteceu após o jogador não ter comparecido à sede do clube em 24 de julho, no dia do jogo do campeonato russo contra o Torpedo”, lembrou o Dínamo de Moscou.

Getty Images/Matthias Hangst – Guillermo Varela saiu em atrito com o Dínamo de Moscou

Em seguida. Na nota publicado nas redes sociais, o Dínamo demonstrou insatisfação com a estratégia da negociação. Segundo eles, a atitude dos cariocas, de negociar com Varela quando ainda tinha compromisso com os russos, é repudiável. A equipe em que o uruguaio jogava ainda deixou em aberto a possibilidade de recorrer na FIFA pela transação. O que o Clube ignora na nota, é que o recurso utilizado por Guillermo é permitido pela Federação Internacional de Futebol.



“Nós do Dínamo estamos convencidos de que as relações comerciais saudáveis entre os clubes devem sempre se basear no respeito mútuo. Consideramos inaceitável que clubes e indivíduos convençam jogadores a rescindir ou suspender contratos de trabalho existentes. Nesses casos, nos reservamos o direito de defender nossos interesses em instituições esportivas internacionais”, ameaça o Dínamo.

Fonte: Bolavip